Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Sumitomo Chemical entra no mercado de produtos para pós-colheita de frutas

 
 -   /
/ /

São Paulo (SP) – Após consolidar a aquisição dos ativos da Nufarm na América Latina, a Sumitomo Chemical anuncia sua entrada no mercado de produtos agrícolas para aplicação em pós-colheita. A estreia da companhia japonesa no segmento ocorre no mês de agosto próximo, com o lançamento do regulador de crescimento FYSIUM®, específico para maçã, cultura cuja colheita, no Brasil, se dá entre os meses de fevereiro e maio e se concentra na região Sul: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, sobretudo.

 

Conforme o engenheiro agrônomo e gerente de contas especiais da Sumitomo Chemical, Alexandre Ometto, o regulador de crescimento FYSIUM® será o primeiro de uma ‘família’ de produtos do gênero que a empresa japonesa lançará no País, de agora aos próximos anos. Além da maçã, estão no foco cultivos como uva e hortifrútis em geral.

 

O novo produto, lembra o agrônomo, é utilizado com sucesso em vários países da Europa e América Latina, na África do Sul, Austrália e nos Estados Unidos. No mercado brasileiro, FYSIUM® estará disponível a partir da safra 2020-2021.

 

Ometto explica que FYSIUM® prolonga a conservação e a qualidade da maçã nos ambientes de armazenagem da fruta (câmaras frigoríficas), na entressafra. “Trata-se de uma tecnologia que possibilita à cadeia comercializadora dispor de maçã de alta qualidade o ano todo, uma vez que a safra brasileira de maçã dura apenas três meses”, explica Eduardo Andrade, engenheiro agrônomo, gerente de marketing biorracionais da Sumitomo Chemical para a América Latina.

 

Segundo os agrônomos, a Sumitomo Chemical comercializará FYSIUM® na forma de ‘venda aplicada’, ou seja, a aplicação do produto será realizada por uma equipe altamente especializada da própria companhia. “Realizaremos toda a operação para o cliente, o que trará mais segurança e assertividade”, enfatiza Andrade. Ometto adianta também que as aplicações são rápidas, levando, no máximo, duas horas e meia e consideradas extremamente seguras.

 

De acordo com a empresa, apenas uma aplicação do produto mantém a maçã conservada durante o ano todo. “FYSIUM® prolonga a qualidade da fruta, permitindo ao atacado e ao varejo vender maçãs com frescor e crocância, mesmo decorridos vários meses da colheita”, ressalta Alexandre Ometto. “A fruta fica firme, conserva qualidade idêntica à de quando colhida. A aplicação do produto é sustentável, agrega flexibilidade à janela de vendas e potencializa a receita do empresário”, reforça Eduardo Andrade.

 

Para os agrônomos, a forte presença da Sumitomo Chemical na cultura de maçã deverá contribuir para impulsionar a comercialização de FYSIUM® já na largada. “A companhia mantém um portfólio de tecnologias de proteção de cultivos altamente importante para produtores de maçã. O objetivo é continuar investindo em inovação, pesquisa e desenvolvimento para essa cultura, e tornar a marca líder, também, no mercado de pós-colheita”, finaliza Ometto.

 

Sediada em Tóquio, a Sumitomo Chemical é uma das principais empresas químicas japonesas. Fundada em 1913, está presente em mais de 180 países, com 32.000 colaboradores. Seu escritório central no Brasil fica na cidade de São Paulo. Com a aquisição da Nufarm, o número de funcionários da companhia na América Latina saltou de 130 para 800. No Brasil, a companhia opera hoje com amplo acesso ao mercado, foco na inovação e na oferta de um robusto portfólio de produtos pós-patentes de alta qualidade.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE