Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Serra das Galés: tipos de uva, cultivo e qualidade

 
 -   /
/ /

O clima típico da cidade de Paraúna, localizada no sul do estado, muito contribuiu para esse sucesso que é hoje. E como muito bem define Sebastião Ferro: “diferente do que muitos pensam, a uva não é apenas cultivada em regiões de clima ameno e frio. Aqui na vinícola, nós conseguimos comprovar, por meio de pesquisas e estudos, que a oscilação de temperatura ajuda muito nessa atividade. A amplitude térmica da região, que durante o dia chega a 30 °C e a noite baixa significativamente a 15 °C, é perfeita para essa produção”.


Hoje a Vinícola Serra das Galés tem mais de 40 hectares plantados e é considerada a maior área de cultivo da fruta no estado de Goiás. Constantemente Sebastião Ferro e sua experiente equipe buscam e investem em outras variedades de uvas para apresentar novidades aos clientes.


Sebastião Ferro explica que a produção e a qualidade estão relacionadas com o açúcar da uva. “A unidade que trabalhamos é estimar o açúcar em graus Brix. Aqui ela chega a 25/26 graus Brix, que é a quantidade de açúcar para ter um teor alcoólico na faixa de 13/13,5%. Esse é o teor ideal para vinhos finos, como exemplo, o nosso Muralha”, destaca Sebastião.

 


Tipos de uva
Na Serra das Galés as uvas são cultivadas nos corredores com sistema de sustentação e sistema de condução espaldeira, com irrigação de gotejamento. Assim há maior exposição à luz solar que a uva precisa. Além disso, Sebastião Ferro relembra que diferente de outras regiões do país, nas terras da Serra das Galés o manejo deve ser feito diariamente para não perder o tempo da uva.

Atualmente, nos hectares da Serra das Galés há a produção de diferentes variedades de uvas, entre elas podemos destacar Isabel e Violeta (vinho Cálice de Pedra rosado e tinto); as uvas Niágara e Lorena (vinho Cálice de Pedra branco); a uva portuguesa Touriga Nacional e a francesa Syrah (vinho fino Muralha).

Sebastião Ferro não cansa de testar outras novidades e na Serra das Galés há algumas, como a uva espanhola Tempranillo e a uva italiana Sangiovese. Mas não se esqueça! “Vinho bom é o que agrada o paladar”, finaliza Sebastião Ferro. 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE