Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Indígena da etnia Arara testa positivo para a Covid-19, em Belém

Ela é de Altamira e estava na Casa do Índio, do distrito de Icoaraci, em Belém.

 
 -   /
/ /

A Secretaria Especial de Saúde Indígena confirmou, nesta segunda-feira (4), que uma índia da etnia Arara, de 29 anos, testou positivo para a Covid-19. Ela é de Altamira e estava na Casa do Índio, do distrito de Icoaraci, em Belém.

A suspeita é que ela tenha contraído o vírus na capital, onde está desde o mês de fevereiro. A índia foi isolada e recebeu o atendimento recomendado. O estado de saúde dela é estável.

Povos indígenas

Mulheres kayapó megkranotire da aldeia Pukani — Foto: Lucas Landau/Instituto Kabu/Divulgação Mulheres kayapó megkranotire da aldeia Pukani — Foto: Lucas Landau/Instituto Kabu/Divulgação

Mulheres kayapó megkranotire da aldeia Pukani — Foto: Lucas Landau/Instituto Kabu/Divulgação

Mais de 81 mil índios estão em situação de vulnerabilidade crítica – ou seja, correm alto risco de sucumbir caso a pandemia de Covid-19 chegue às suas regiões, de acordo com um estudo de antropólogos e geógrafos da Unicamp.

Povos indígenas do Brasil estão tentando evitar que o novo coronavírus chegue às aldeias. Com dificuldade de acesso e pouca oferta de hospitais em seus territórios, eles temem um alto índice de mortalidade caso a Covid-19 se espalhe.

Cerca de 100 índios foram contaminados pela Covid-19, e o Amazonas concentra o maior número de casos da doença entre indígenas no país.

 

 


PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE