Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Mulher encontrada morta dentro de carro em Belterra foi estrangulada com uma braçadeira

Companheiro da vítima confessou o crime. Ele foi preso pouco tempo depois de abandonar o corpo em uma estrada.

 
 -   /
/ /

A Polícia Civil de Belterra, no oeste do Pará, solucionou em tempo recorde o crime de feminicídio que vitimou Sara Celione da Silva Menezes, 36 anos. O corpo seminu foi encontrado dentro de um carro na estrada 5 por volta das 08h desta segunda-feira (23). A mulher foi estrangulada com uso de uma braçadeira plástica pelo próprio companheiro.

Pedro Paulo Ramos Menezes, de 41 anos, foi preso pouco tempo depois da polícia ir ao local onde o corpo da vítima foi abandonado.

O então suspeito foi localizado em seu local de trabalho na BR-163, município de Belterra. Na primeira abordagem, ele negou que tivesse qualquer envolvimento na morte de Sara Celione. Foi então conduzido pela equipe de policiais até a delegacia para prestar esclarecimentos.

Pedro Paulo e Sara Celione — Foto: Reprodução/Redes Sociais Pedro Paulo e Sara Celione — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Pedro Paulo e Sara Celione — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Após conversa informal com o delegado de Polícia Civil, William Richer, Pedro Paulo acabou confessando a autoria do crime, revelando onde havia escondido a braçadeira de plástico que utilizou para estrangular a companheira.

À polícia, Pedro Paulo contou que teve uma discussão com Sara. Na ocasião, ele teria dado um soco na boca dela. Após a agressão, Sara teria dito que iria chamar a polícia, mas ele não permitiu. Ele disse que teve medo de ser preso, por isso pegou a braçadeira de plástico e estrangulou a mulher. E para não levantar suspeita, abandonou o carro com o corpo da vítima na estrada.

Braçadeira que teria sido usada por Pedro Paulo para estrangular Sara Celione foi recolhida pela polícia para perícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação Braçadeira que teria sido usada por Pedro Paulo para estrangular Sara Celione foi recolhida pela polícia para perícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Braçadeira que teria sido usada por Pedro Paulo para estrangular Sara Celione foi recolhida pela polícia para perícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A posição e o corpo seminu de Sara dentro do carro sugeriam que ela pudesse ter sido vítima de estupro, mas, Pedro Paulo afirmou à polícia que não houve violência sexual.

Após a conclusão dos procedimentos na delegacia de polícia de Belterra, Pedro Paulo deverá ser encaminhado ao Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE