Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Sessenta cidades receberão mutirão contra a dengue no Paraná

Mutirão reúne Exército, secretarias de Segurança Pública e Saúde, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e técnicos da vigilância ambiental

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOFoto: DivulgaçãoO Paraná vai mobilizar cerca de 700 pessoas contra a dengue neste sábado. Um mutirão que reúne Exército, secretarias de Segurança Pública e Saúde, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e técnicos da vigilância ambiental.

A dengue alcançou níveis impressionantes no Paraná. Foram registradas 49 mortes desde o início do período epidemiológico, em agosto de 2019, segundo boletim da Secretaria de Saúde.  Uma das cidades onde o mutirão vai passar é Santa Isabel do Ivaí, que registrou 1.800 casos nos últimos seis meses. Uma das recordistas no Paraná, atrás somente de Paranavaí.

Segundo o diretor da Saúde da cidade, muitas ações têm sido feitas como arrastões e visitas diárias às residências. O que fez com o número de casos reduzisse pela metade.  “A gente começou com 190 notificações, há 15 dias, 1 mês atrás. Hoje diminuiu muito. É um reflexo trabalho das agentes, da população também né. A população falha um pouquinho. Mas, o pessoal tá em cima, tá cobrando", afirma Claudio Barbosa, diretor da Saúde de Santa Isabel do Ivaí.  

A parceria com diversos setores também tem ajudado muito no combate à dengue em Santa Isabel do Ivaí. Além disso, o secretário explica que o Edes Egipti tem sido encontrado em diversos lugares, além da água parada. “Antigamente, a pessoa  achava que o mosquitinho só dava na agua limpa. Hoje, ele é encontrado em agua suja, dentro de uma fossa, em caixa de gordura", acrescenta.

 O mutirão em todo o Estado tem como tarefa eliminar os criadouros de larvas do mosquito em locais menos aparentes. A estratégia fez sucesso nas cidades que estavam no topo da lista de incidências ,como Nova Cantu e Barbosa Ferraz.

Todo o esforço tem como objetivo reduzir os altos índices no Paraná.  De acordo com o Ministério da Saúde, além do estado, o Acre e o Mato Grosso do Sul têm as maiores médias do Brasil, com mais de 300 casos a cada 100 mil habitantes.

E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa dentro de casa. Proteja a sua família. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes. 
 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE