Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

COLINAS MA : Armazenamento incorreto de água dentro de casa ainda é obstáculo no combate ao Aedes

Segundo Ministério da Saúde quase metade dos focos dos focos do Aedes encontrados no Maranhão, em 2019, estavam em depósitos de água como toneis, tambores e potes

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOMinistério da SaúdeOs moradores de Colinas precisam redobrar as ações de combate ao mosquito da dengue dentro de casa. Isso porque o Maranhão corre o risco de ter um novo surto da doença em 2020, segundo o Ministério da Saúde.

Por conta dessa possibilidade, a coordenadora de Prevenção e Controle das Arboviroses do Maranhão, Joseneide Matos, alerta que a população deve armazenar água corretamente para que o cenário do ano passado não se repita, quando a cidade registrou 160 casos de dengue.

“A população de Colinas sofreu no ano passado com o grande número de casos de dengue. Percebemos que a maioria dos criadouros estavam dentro das residências. Por isso, o acondicionamento de água deve ser feita de forma correta: vedando os recipientes.”

Além disso, 42,4% dos focos do Aedes encontrados no Maranhão, em 2019, estavam em depósitos de água como toneis, tambores e potes. Os dados são do Ministério da Saúde. Este ano, até 11 de fevereiro, Colinas registrou quatro casos prováveis de dengue. Além dos maranhenses, a população dos outros oito estados do Nordeste, do Rio de Janeiro e do Espírito Santo pode ser afetada pelo possível surto do tipo 2 da dengue. 


O pesquisador da Fiocruz Brasília Claudio Maierovitch explica que, ao ser infectada por um sorotipo de dengue, a pessoa se torna imune a ele. O especialista ressalva que se houver nova infecção da doença por outro sorotipo, os sintomas podem ser mais graves que na primeira vez. 

“Se uma pessoa tem a doença por um dos tipos, ela só fica imune contra esse tipo específico, de forma que cada pessoa pode ter, ao longo da sua vida, até quatro infecções por dengue, ou seja, uma por cada um dos sorotipos.”

No Brasil, até 18 de janeiro deste ano, foram notificados 30.763 casos prováveis de dengue, 959 de chikungunya e 85 de zika, segundo o Ministério da Saúde. Por isso, a luta contra o mosquito não pode parar. E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa dentro de casa. Proteja a sua família. Para mais informações, acesse saude.gov.br/combateaedes. Ministério da Saúde, Governo Federal. Pátria Amada Brasil.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE