Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Brasil confirma primeiro caso de coronavírus

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOFoto: Erasmo Salomão/MSO Ministério da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (26/2), o primeiro caso de coronavírus no Brasil. Trata-se um brasileiro, de 61 anos, que mora na cidade de São Paulo. Ele deu entrada no Hospital Israelita Albert Einstein, a última terça-feira, com sintomas de gripe e histórico de ter viajado para a Itália, na região da Lombardia. Ele está em isolamento domiciliar, com estado de saúde controlado e vigilância médica diária. As pessoas que tiveram contato com o homem na casa dele, no hospital e também no voo estão sendo identificadas e serão monitoradas. Ao confirmar o primeiro caso no país, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, reforçou que o Brasil está preparado para testar e monitorar os casos, além de ofertar a assistência adequada à síndrome respiratória que o coronavírus causa.

"Era possível que tivéssemos casos aqui, era provável que tivéssemos casos aqui.  O nosso sistema, é um sistema que já passou por epidemia respiratórias graves. A H1N1, com certeza, foi uma epidemia com um perfil mais grave do que essa que se apresenta agora.  Com certeza, nós vamos passar por essa situação e aguardando e investindo em ciência e em clareza de informação. Vocês terão todas as informações, a população brasileira terá todas as informações que sejam necessárias, para que cada um se organize, para que cada um tome as suas devidas precauções."

A transmissão do coronavírus é feita por gotículas, ou seja, ao tossir, espirrar ou compartilhar objetos de uso pessoal. Além de reforçar a vigilância sobre o comportamento do vírus, e de preparar a assistência no SUS, o ministro pede que a população esteja atenta às formas de prevenção.

“Você lavar as mãos; lavar o rosto com água e sabão, água e sabão, todo mundo tem. O brasileiro precisa aumentar o número de vezes que lava as mãos e lava o rosto durante o dia, para que a gente possa atravessar essa e outras situações, isso daí é um hábito extremamente higiênica para não só a questão respiratória, mas para outras doenças em circuito oral".

Outra medida de prevenção é usar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo, além de evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. Mais informações, acesse: saude.gov.br/coronavirus. Diariamente, o Ministério da Saúde atualiza informações em coletivas de imprensa e boletins epidemiológicos.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE