Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Jovem é encontrada morta no bairro Santarenzinho, em Santarém; polícia investiga o caso

Vítima foi identificada como Wendria Leniane Lima Mota e tinha aproximadamente 22 anos. O corpo foi encontrado em um residencial onde ela morava.

 
 -   /
/ /

Uma jovem foi encontrada morta nesta segunda-feira (10) no bairro Santarenzinho, em Santarém, no oeste do Pará. A vítima identificada como Wendria Leniane Lima Mota tinha 22 anos.

O corpo da jovem foi encontrado por uma amiga que chegou no imóvel que a vítima dividia com outra amiga. A suspeita, segundo a polícia é que ela tenha sido morta a tiros.

Equipes das polícias Militar e Civil no local onde o corpo da jovem foi encontrado — Foto: Dominique Cavaleiro/G1 Equipes das polícias Militar e Civil no local onde o corpo da jovem foi encontrado — Foto: Dominique Cavaleiro/G1

Equipes das polícias Militar e Civil no local onde o corpo da jovem foi encontrado — Foto: Dominique Cavaleiro/G1

Equipes da Polícia Militar foram acionadas, assim como os peritos do instituto de criminalista para levantamento de local de crime e remoção do corpo. A investigação do caso será realizada pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

Ao G1, o delegado Germano do Vale informou que a equipe da Divisão de Homicídios, sob o comando do delegado Gilvan Almeida, já está nas ruas em busca de identificar o responsável pelo crime.

“Vamos fazer um levantamento da vida pregressa, contatos e pessoas que ela se relacionada para dar uma resposta a família para saber o que aconteceu que justifique esse homicídio que vitimou a Wendria”, contou o delegado.

Colaboração da população

O delegado Germano ressaltou ainda a importância da colaboração da população para elucidar crimes como este. Moradores que tiverem câmeras de segurança, podem ceder as imagens para a polícia que vai assegurar o sigilo e preservar a identidade do morador.

“A gente até pede que a população posa disponibilizar sem maiores entraves sempre que forem solicitadas essas imagens para ajudar e muito no trabalho da polícia”, concluiu.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE