Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Banda 3030 leva mistura de Hip Hop, MPB, Samba e Jazz ao Planeta Atlântida

Grupo, que nasceu na Bahia, tem como principal característica a mescla de estilos. Eles se apresentam no festival na sexta-feira, dia 31 de janeiro.

 
 -   /
/ /

Um grupo de rap com música brasileira. É assim que se define a banda 3030, formada pelos músicos Bruno Chelles, LK e Rod. Eles sobem ao palco na sexta-feira, dia 31 de janeiro, onde se apresentam pela primeira vez no Planeta Atlântida.

“Desde que a gente se entende por gente o Planeta foi um objetivo, uma vontade de tocar. Esse ano quando ficamos sabendo que estaríamos lá, ficamos muito felizes. A expectativa é máxima”, diz Rod.

Com dois baianos de Arraial D’Ajuda, LK e Bruno, e um carioca, Rod, o grupo busca misturar batidas e letras de diversos estilos musicais em um ritmo original.

“Quando a gente se juntou no início nossa paixão era o rap, que é o alicerce do grupo, mas nossa vontade era fazer uma música com cara de Brasil”, explica Rod.

“Nossa música é um rap que transita em outros estilos misturando tudo que nos influencia e provoca musicalmente”.

Juntos desde 2008, a banda caiu no gosto do público em 2011 com “De Volta Ao Início”. Foi neste EP que surgiu a primeira canção de sucesso, “Mundo de Ilusões”, quando a identidade do grupo foi concretizada.

“No show, a gente acaba tocando de todos os discos, desde o primeiro até chegar no Tropicália, nosso trabalho atual”, conta.

Banda promete um show completamente visual e novo — Foto: Tristan Stefan / Divulgação Banda promete um show completamente visual e novo — Foto: Tristan Stefan / Divulgação

Banda promete um show completamente visual e novo — Foto: Tristan Stefan / Divulgação

Relação com a internet

O canal da banda no Youtube conta com 1,2 milhões de inscritos. “Desde o começo percebemos que a venda de discos não era uma realidade no Brasil e aprendemos a nos apropriar da internet”, diz Rod.

Rod conta ainda que trabalhou em uma loja de tecidos durante três meses para juntar dinheiro e comprar uma câmera. “Já estávamos produzindo nossa própria música então tínhamos que começar a produzir nossos vídeos também”.

LK destaca que a primeira grande ferramenta de trabalho da banda foi o Youtube. “Nascemos nos preocupando em gerar conteúdo visual paras nossas músicas”, contou ao G1.

Show no Planeta

“No Planeta vamos levar um show completo com as músicas novas, os antigos sucessos e as novas versões de músicas que estamos preparando”, entrega Rod.

Segundo a banda, a apresentação no festival será um show totalmente visual. “Podemos adiantar que é um show completamente novo, onde vamos poder viver uma experiência audiovisual completa. Não só curtir a música, mas tudo junto”, contam.

Sobre a relação com o público gaúcho, eles dizem que é um dos maiores da carreira. “Sempre tocamos muito por aí. No interior, Capital, litoral. Temos uma relação muito forte com os gaúchos”, finalizam.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE