Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Brasil e Argentina fecham acordo que aumenta para 170 o número de voos semanais entre os dois países

Antes do novo acordo, eram operados 133 voos semanais. Assinatura aconteceu em Bento Gonçalves RS , durante a 55ª cúpula dos líderes do Mercosul.

 
 -   /
/ /

Aumentou o limite de voos entre o Brasil e a Argentina. A frequência semanal agora saltou de 133 para 170 voos. E não há mais limites para voos de carga entre os dois países.

As mudanças estão valendo desde quarta-feira (4) depois que foi ratificado o Acordo Bilateral de Serviços Aéreos com a Argentina.

A assinatura aconteceu em Bento Gonçalves (RS) durante a 55ª cúpula dos líderes do Mercosul, bloco formado por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

O acordo já estava sendo costurado desde agosto, como noticiou o G1. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, chegou a dizer que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a agência reguladora do setor aéreo argentino estavam em conversa para garantir a assinatura ainda neste ano.

Em nota, a Anac disse que muitas empresas já manifestaram interesse nesses novos voos, "em especial empresas low cost que já receberam autorização para operar no Brasil, como a FlyBondi e a JetSmart".

"Do lado Brasileiro, temos a Azul também", completa a nota. As companhias citadas foram procuradas, mas não responderam.

Atualmente, 16 empresas – entre transporte de passageiros e de carga – operam entre Brasil e Argentina.

São elas: LATAM, Gol, Azul, Aerolíneas Argentinas, Austral Lineas Aéreas, Lan Argentina, Ethiopian Airlines, Flybond, Lufthansa, Tam Mercosur, Aerolinhas Brasileiras, Martinair, Qatar Airways, Turkish, Emirates e United Parcel Service.

Líderes do Mercosul se reúnem em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha

Líderes do Mercosul se reúnem em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE