Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

Mulher é presa por documento falso e estelionato; ela se passava por outra pessoa

 

Em apoio à Polícia Civil do Pará, os policiais civis do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Luziânia cumpriram nessa terça-feira (3) mandado de prisão preventiva em desfavor de pessoa que se identificou como A. P. R. T., ordem expedida na 1ª Vara Penal de Inquéritos de Belém, no Pará. Segundo as investigações, há muitos anos no Pará, a suspeita furtou uma certidão de nascimento pertencente à verdadeira A. P. R. T. e fugiu para Luziânia/GO.

Nesta comarca, a suspeita assumiu nova identidade, retirou novos documentos e passou a levar a vida como se fosse outra pessoa. Inclusive teve filhos e os registrou com o nome falso. Não bastasse isso, a suspeita sacou FGTS e contraiu dívidas em nome da verdadeira A. P. R. T. Durante a prisão, a suspeita foi localizada com diversos documentos, todos com fotos diferentes, porém com o nome da vítima que ainda reside no Pará. Com isso, a prisão foi comunicada ao Poder Judiciário local, os documentos apreendidos para remessa à Divisão de Prevenção e Repressão a Crimes Tecnológicos de Belém/PA e a presa foi recolhida ao presídio feminino de Luziânia/GO, onde aguarda o recambiamento ao estado do Pará.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE