Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Conclusão das obras da BR-163 representa quot;marco para redução do custo logístico quot;, aponta CNI

Trecho asfaltado, de pouco mais de 50 quilômetros, liga os municípios de Moraes Almeida e Novo Progresso, ambos no Pará

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOFoto: DNITNa mesma semana em que o governo federal anunciou que o principal trecho da BR-163, entre Novo Progresso e Miritituba, no Pará, está pronto, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) emitiu um comunicado nesta terça-feira (3) em que aponta que a conclusão das obras é "um marco para redução do custo logístico". A rodovia federal é a principal ligação entre a maior região produtora de grãos do país, em Mato Grosso, para os portos da região Norte.

Segundo o especialista em infraestrutura da CNI, Matheus de Castro, a BR-163 em boas condições proporciona uma via alternativa segura e curta de exportação dos produtos agrícolas.

“São mais de 40 anos esperando a conclusão dessas obras de pavimentação, principalmente da BR-163 e, finalmente, o governo conseguiu este feito de concluir e entregar o trecho. Essa rodovia, mesmo antes da pavimentação, já era um eixo importantíssimo para o escoamento da produção nacional, especialmente da agroindústria do Mato Grosso. Sua conclusão vai dar mais segurança e diminuir muito o custo logístico, tanto de quem já transporta por ela, quanto de possíveis interessados”, disse.

O trecho asfaltado, de pouco mais de 50 quilômetros, liga os municípios de Moraes Almeida e Novo Progresso, ambos no Pará. O especialista em infraestrutura da CNI Matheus de Castro lembra que, antes da obra, passar pela rodovia era um calvário para os caminhoneiros.

“Além da complexidade de engenharia e das dificuldades de acesso a estas regiões, se enfrentava problemas como chuvas constantes e muito fortes, que acabava comprometendo a qualidade das obras que já haviam sido feitas. Então, temos muito o que comemorar de fato (com a conclusão da obra)”, afirma.

A obra foi concluída por militares do Exército, do 8º Batalhão de Engenharia e Construção (8º BEC). Além das obras de asfaltamento e manutenção, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, o DNIT, também iniciou o trabalho de hidrossemeadura na região, ou seja, aplicação de sementes para criar vegetação de proteção no local. O objetivo da medida é proteger o terreno de erosões.
 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE