Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Coldplay roda o mundo e acha novos ritmos para as mesmas melodias em '''Everyday life'''; G1 ouviu

Oitavo disco sai nesta sexta 22 com músicos do Paquistão e Nigéria, arranjos gospel e doo-wop, rapper belga, poesia persa, texto budista... para enfeitar baladas que não mudam tanto assim.

 
 -   /
/ /

O oitavo disco do Coldplay, "Everyday life", parece um belo perfil no Instagram cheio de fotos de viagens pelo mundo. Amigos do Oriente Médio e da África, europeus malucos, cenários diferentes dos EUA... Tudo vai mudando em volta, mas no meio está sempre Chris Martin com a mesma pose.

Mesmo sendo o disco mais aventureiro do Coldplay, não vai atrair quem já não curte a banda. Por outro lado, é um ótimo presente de fim de ano para quem gosta das baladas com o jeito Coldplay de ser, com embrulhos diferentes. Ainda mais após terem insinuado que o disco anterior poderia ter sido o último.

"Everyday life" é definido como "disco duplo", dividido entre "Sunrise" e "Sunset" - o que não faz diferença para quem vai ouvir em streaming as 16 faixas em pouco mais de 50 minutos. Isso tem mais a ver com a estética de disco antigo, com o quarteto vestido de banda antiga de salão na capa.

  • Saiba mais: Coldplay faz show especial com música nova e diz que escolheu SP para gravar filme da turnê

Outra dica da capa é o título escrito em árabe. Há várias referências musicais e nas letras ao Oriente Médio e ao mundo árabe - "Arabesque", o single principal da primeira parte, o paquistanês Amjad Sabri em "Church", a descrição da guerra na Síria em "Orphans".

O disco vai ser lançado nesta sexta-feira junto com as primeiras apresentações da carreira da banda na Jordânia. Uma turnê mundial ainda não está confirmada até que a banda encontre uma forma de produção ambientalmente amigável.

Coldplay não vai fazer turnê do novo disco por causa do impacto dos shows ao meio ambiente

Coldplay não vai fazer turnê do novo disco por causa do impacto dos shows ao meio ambiente

As letras se alternam entre as mensagens etéreas de paz e amor de Chris Martin ("Quando eu estou ferido, eu vou para a sua igreja... Eu te adoro na igreja, baby", ele canta em "Church") e comentários sociais mais incisivos.

Neste segundo grupo está o country irônico antiarmas "Guns", que fala de "crianças fazendo armas com os dedos" e "idiotas cortando florestas" - mas sem nenhuma citação direta ao Brasil.

Nessa parte política, eles nunca foram tão U2 quanto em "Trouble em town", que começa com um clima de suspense ao falar de terrorismo e intolerância e explode entre o rock e batidas africanas.

Entre as boas participações estão de Stromae, cantor belga de origem em Ruanda, que canta versos em francês em "Arabesque". A mesma faixa tem saxofone de Femi Kuti, filho do nigeriano Fela Kuti.

Show do Coldplay em SP em 2017 — Foto: Celso Tavares / G1 Show do Coldplay em SP em 2017 — Foto: Celso Tavares / G1

Show do Coldplay em SP em 2017 — Foto: Celso Tavares / G1

A banda inglesa vai muito para o Oriente Médio e a África, mas é nas incursões pelos EUA que se transforma mais: "BrokEn" é um gospel mais puro que do novo do Kanye West. O doo-wop "Cry cry cry" é a aventura mais interessante do disco, com um texto budista de Ksitigarbha Bodhisattva de brinde.

Também há imagens do Coldplay sem roupas de viagem também: a balada sofrida "Daddy", sobre abandono parental, Chris Martin falando sobre um velho amigo com voz mais grave em "Old friends" e a letra que fala sobre tudo e nada ao mesmo tempo de "Everyday life".

Na faixa-título, que encerra o disco Chris Martin está reflexivo. "Que tipo de mundo você quer que este seja? Será que eu sou o futuro da história?". É uma empreitada artística pretensiosa e bem intencionada. Mas, apesar de tanto esforço, não foi dessa vez que o Coldplay foi longe demais.

Imagem de divulgação do novo disco do Coldplay — Foto: Divulgação Imagem de divulgação do novo disco do Coldplay — Foto: Divulgação

Imagem de divulgação do novo disco do Coldplay — Foto: Divulgação

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE