Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Filho de ex-presidente alemão é assassinado em Berlim

O médico Fritz von Weizsäcker foi esfaqueado por um homem enquanto dava uma palestra. Vítima era filho de Richard von Weizsäcker, que serviu como presidente da Alemanha entre 1984 e 1994.

 

A polícia de Berlim afirmou nesta quarta-feira (20) que investiga "em todas as direções" após um homem que assistia a uma palestra pública esfaquear e matar Fritz von Weizsäcker, um dos filhos do falecido ex-presidente da Alemanha Richard von Weizsäcker.

Fritz von Weizsäcker, de 59 anos, morreu na noite de terça-feira enquanto dava uma palestra para cerca de 20 pessoas no Hospital Schlosspark, no bairro berlinense de Charlottenburg, onde Weizsäcker era um especialista em medicina interna.

A polícia prendeu o autor do crime com a ajuda de membros da plateia. O suspeito de 57 anos era "previamente desconhecido" das autoridades, afirmou a polícia, sugerindo que ele não tinha antecedentes criminais.

O suspeito foi enviado para uma unidade psiquiátrica nesta quarta-feira e, segundo a polícia, tem uma "doença psicológica aguda". O autor do crime vem do estado da Renânia-Palatinado e o motivo da morte ainda não é conhecido.

Um policial de folga que estava na plateia também ficou gravemente ferido ao tentar conter o autor do crime.

O Hospital Schlosspark realiza regularmente eventos abertos ao público. A clínica privada oferece departamentos de gastroenterologia, cardiologia, ortopedia, cirurgia plástica, neurologia e psiquiatria.

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, apresentou as suas condolências à viúva de Fritz von Weizsäcker, afirmou seu porta-voz Steffen Seibert.

"Não sabemos muito sobre o que aconteceu aqui em Berlim na última noite", afirmou Seibert nesta quarta-feira. "É um golpe terrível para a família von Weizsäcker, e as condolências da chanceler federal, e certamente também as de todos os membros do governo, vão para a viúva e para toda a família."

Fritz Von Weizsäcker teve uma longa carreira na medicina. Ele estudou em Bonn e Heidelberg e atuou em Freiburg, no sul da Alemanha, Boston e Zurique, de acordo com o site do Hospital Schlosspark.

Ele era um dos quatro filhos de Richard von Weizsäcker, um antigo cacique político da União Democrata Cristã (CDU), legenda da atual chanceler federal alemã Angela Merkel. Von Weizsäcker foi prefeito de Berlim Ocidental entre 1981 e 1984 – durante a divisão alemã na Guerra Fria – e serviu como presidente alemão de 1984 a 1994. Ele faleceu em 2015.

Em 1985, como então presidente da Alemanha Ocidental, Richard von Weizsäcker se referiu à derrota nazista como "o dia da libertação" da Alemanha em um discurso que marcou o 40º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial. O seu discurso é frequentemente citado por políticos e ensinado nas escolas alemãs.

Outros membros da família Weizsäcker também tiveram proeminência na história alemã. Um dos irmãos de Richard, Carl Friedrich, foi um físico destacado que trabalhou no projeto de pesquisa para a construção da bomba atômica durante o regime nazista.

O pai de Richard e Carl Friedrich, Ernst von Weizsäcker, por sua vez, foi um dos membros mais importantes do Ministério das Relações Exteriores da ditadura de Adolf Hitler. Após a Segunda Guerra Mundial, ele foi julgado em Nurembergue e condenado a sete anos de prisão. Seu filho Richard, então um jovem estudante de direito, atuou na defesa.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE