Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

DIH conclui investigação sobre homicídios no setor Norte Ferroviário; disputa pelo tráfico na região é motivo dos crimes

 

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), concluiu as investigações dos homicídios ocorridos nas proximidades da favela do Vietnã, no Setor Norte Ferroviário, em Goiânia, que vitimaram Rodrigo Fernandes Bento e Felipe Rodrigues da Silva (vulgo Lobinho). Eles foram mortos, respectivamente, nos dias 1º e 3 de julho deste ano.
Apurou-se que existe uma associação criminosa vinculada à facção Comando Vermelho (CV) que é responsável pela comercialização de drogas e realização de outros crimes naquela localidade, a qual é chefiada por Rafael Soares e Rodrigo Borges dos Santos e tinha ainda como integrantes Valcir Oliveira dos Santos (vulgo Pará), Matheus Barbosa Silva (vulgo Snoopy ou Talibã) e um menor infrator.

As vítimas eram usuárias de entorpecente e deviam um certa quantia em dinheiro aos investigados que, em razão disso, resolveram matá-las.

No dia 1º do referido mês, durante a madrugada, Rodrigo foi até a mencionada favela adquirir mais entorpecentes com os investigados Valcir e Matheus, os quais, em razão da dívida citada, o agrediram violentamente com socos, chutes e pauladas. Após as agressões, colocaram a vítima, ainda inconsciente, dentro de um saco plástico, fecharam-no e, e com auxílio de um carrinho de mão, a transportaram até as proximidades da favela e a abandonaram, vindo então a óbito na manhã seguinte. 

No dia 3, por volta das 17h05min, Valcir, Matheus e o menor se dirigiram em uma motocicleta, conduzida por Matheus e com Valcir na garupa, e uma bicicleta, ocupada pelo adolescente, até a casa de Felipe. Lá chegando, Valcir invadiu a casa pulando os muros, enquanto Matheus e o menor ficaram vigiando do lado de fora a aproximação de viaturas da polícia, e efetuou vários disparos de arma de fogo contra Felipe, que foi atingido e veio a óbito no local.

Todas as ações realizadas pelo grupo criminoso, inclusive os assassinatos, foram ordenados por Rodrigo e Rafael.

Rodrigo foi preso por policiais da DIH na última quinta-feira (14). Rafael e o menor também foram presos pelas equipes da especializada no mês de setembro (dias 25 e 19). Foi dado ainda cumprimento aos mandados de prisão em desfavor de Valcir, o qual estava preso desde julho deste ano pela prática de outros crimes.

Matheus, vulgo Snoppy/Talitã: foragido da Justiça

Também foi cumprido mandado de prisão em desfavor de Rodrigo, o qual é apontado como o mandante do homicídio de Thiago Correia Amaral, ocorrido no dia 12 de fevereiro do ano passado, no centro da capital. Esse fato, na época, gerou bastante repercussão, tendo em vista que a vítima havia sido filmada durante a rebelião que aconteceu no complexo prisional de Aparecida de Goiânia, no mês de janeiro daquele ano, esfaqueando uma cabeça decapitada no interior do presídio. Apurou-se que, já naquela época, Rodrigo era um dos chefes do Comando Vermelho e que esse delito foi cometido em razão de disputa entre facções criminosas.

Diligências prosseguem no intuito de localizar e prender Matheus, o qual encontra-se foragido. Ele já foi preso pela Polícia Federal na Operação Hashtag, quando era menor. Essa operação foi a primeira no Brasil relacionada ao crime de terrorismo. Todos os envolvidos foram indiciados pela prática de homicídio qualificado e por integrarem organização criminosa, sendo os inquéritos policiais remetidos ao Poder Judiciário.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE