Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

Operação Preço Justo: Decar, PRF e Secon miram em supermercados suspeitos de comercializar produtos ilicitamente

 

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar), juntamente com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Secretaria de Economia do Estado de Goiás (Secon), deflagraram ontem (13) a Operação Preço Justo. O objetivo é neutralizar a ação de receptadores de cargas roubadas na região metropolitana de Goiânia.

A operação foi feita com base nos levantamentos realizados pelos três órgãos tendo em vista a comercialização, em supermercados de Aparecida de Goiânia, Goiânia e Senador Canedo, cujos proprietários são investigados por venderem produtos de origem ilícita, seja sonegando tributos ou originários de furto ou roubo de cargas.

Na operação dessa quarta-feira, foram presos dois comerciantes sócios proprietários de uma rede de supermercados (três lojas e um galpão) situada em Aparecida de Goiânia. Eles foram autuados pelos delitos de sonegação fiscal e venda de produtos impróprios ao consumo.

Os estoques dos comércios foram fechados pelos agentes fazendários, após a lavratura dos respectivos autos de infração. Todos os lotes dos produtos expostos à venda e estocados estão sendo aferidos com o objetivo de determinar se foram subtraídos em outras unidades da federação. Em decorrência da investigação, os estabelecimentos comerciais terão suas licenças de funcionamento “caçadas” a pedido judicial feito pela Polícia Civil.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE