Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

SÃO FÉLIX DO XINGU PA : Segundo município com maior número de casos de dengue no estado, São Félix do Xingu trabalha no combate ao Aedes

Foram notificados 210 casos de dengue na cidade nos quatro primeiros meses deste ano

 
 -   /
/ /
ÁUDIOTEXTO PARA RÁDIOFoto: Ministério da SaúdeSão Félix do Xingu é o segundo município do Pará com o maior número de casos de dengue até abril. De acordo com a Secretaria de Saúde Pública do Pará, foram notificados 210 casos de dengue na cidade nos quatro primeiros meses deste ano. Destes, 143 foram confirmados.

Dados do Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti, o LIRAa, mostram que a taxa de infestação pelo mosquito na cidade já atinge 9,7%, índice que coloca o município em situação de risco de surto para dengue, zika e chikungunya.
 
Segundo o secretário de Saúde de São Félix do Xingu, Ireno Pereira Gomes Filho, o bairro Planalto é o local que requer maior cuidado no combate ao mosquito, pois seus moradores utilizam muitos reservatórios para guardar água. Ele faz o alerta para que as pessoas monitorem suas residências e não deixem água acumulada, situação propícia para a proliferação do Aedes.
 
“Nossa recomendação é que as famílias tenham muito cuidado. Não deixem acúmulo de lixo, não deixem água parada em nenhum tipo de recipiente. Até os próprios vasos (sanitários), tem que sempre dar a descarga, estar sempre olhando. Tem que limpar os ralos. Nós recomendamos um monitoramento diuturnamente”, disse.
 
Em todo o estado, os números de casos prováveis de dengue, registrados em 2019, aumentaram 32% em comparação ao ano passado. O dado é do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. De janeiro a agosto, foram registrados 4,4 mil casos prováveis da doença.

Camila Vagner dos Santos tem 24 anos e teve dengue há três anos. A jovem, que é autônoma, sofreu com as dores no corpo e ficou até sem trabalhar devido aos incômodos. Segundo ela, apesar de tomar cuidado e não deixar água parada em casa, a suspeita é de que possa ter sido picada por mosquitos oriundos do seu vizinho. 

“Meu quintal é bem limpinho, mas o vizinho do lado não cuida. Isso acontece em muitos lugares, a gente cuida, mas alguém não cuida. Creio que foi aqui mesmo. Foi muito ruim. Fiquei sem trabalhar, passei mal. Na junta dos braços, nas pernas, dor de cabeça, vontade de vomitar”, conta.
 
Aqui vão algumas recomendações do Ministério da Saúde para a limpeza dos reservatórios de água. É importante mantê-los tampados. A limpeza deve ser periódica, com água, bucha e sabão. Ao acabar a água do reservatório, é necessário fazer uma nova lavagem nos recipientes e guardá-los de cabeça para baixo. Segundo o Ministério, esse cuidado é essencial porque os ovos do mosquito podem viver mais de um ano no ambiente seco. E você? Já combateu o mosquito hoje? A mudança começa por você.

Para mais informações, acesse: saude.gov.br/combateaedes.

Crédito: Ministério da Saúde
 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE