Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

‘Maria, nossa Mãe’: saiba a origem da imagem oficial de N. Sra. da Conceição em Santarém

Os historiadores relatam que três imagens oficias fizeram parte da história dos devotos até os dias atuais.

 
 -   /
/ /

O Círio de Nossa Senhora da Conceição em Santarém, no oeste do Pará, tem vários elementos de devoção, considerados simbólicos, entre todos eles o principal, a imagem oficial que é conduzida na berlinda na Trasladação e no Círio.

Os historiadores relatam que três imagens oficias fizeram parte da história dos devotos até os dias atuais. A origem da primeira imagem oficial de Nossa Senhora da Conceição data de 1758 quando o governador da época, Francisco Xavier de Mendonça Furtado presentou Santarém em comemoração da elevação à categoria de Vila.

Segundo o historiador Wilverson Rodrigo Melo, essa primeira imagem foi construída no estilo barroco, com origem portuguesa, mas no período da Cabanagem em 1836, os párocos com medo de que a igreja fosse invadida e a santa destruída, acabaram a escondendo.

Ainda segundo o historiador, em 1844 com a fundação da Confraria de Nossa Senhora da Conceição ficou estabelecido o dia 8 de dezembro como data oficial da santa.

Após a sumiço da primeira imagem, houve a necessidade de adquirir a segunda com um estilo diferente da primeira, essa era de origem espanhola, construída na metade do século XIX. Ao contrário da primeira, essa segunda apresentava peças de desencaixe, braço e antebraços flexíveis e sem revestimento capilar.

“A ausência capilar justifica o uso da cabeleira, utilizando sempre cabelos naturais, isso acaba sendo o voto dos fiéis, que acabam doando tanto os cabelos, quanto o manto”, ressaltou o historiador.

Vale ressaltar que essa peça sai de cena em 1931, devido ao professor Antônio Carvalho achar a primeira imagem na Catedral. A primeira peça da Nossa Senhora acabou sendo utilizada na romaria durante 30 anos.

“Durante esse intervalo de 1931 até 1961, houve um momento em que uma terceira imagem surgiu, a qual tem origem francesa e foi encontrada no porão centenário do Colégio Santa Clara. A peça foi usada no Círio de 1947 e 1948”, lembrou.

Em 1961, os próprios fiéis pediram que a peça de origem espanhola voltasse a ser utilizada, que é a segunda imagem, que permanece nos dias de hoje. Neste ano, o Círio de Nossa Senhora da Conceição será realizado no dia 24 de novembro.

Cuidados com a Mãezinha

Imagem oficial de N. Senhora da Conceição no oratório da igreja Matriz em Santarém — Foto: Adonias Silva/G1 Imagem oficial de N. Senhora da Conceição no oratório da igreja Matriz em Santarém — Foto: Adonias Silva/G1

Imagem oficial de N. Senhora da Conceição no oratório da igreja Matriz em Santarém — Foto: Adonias Silva/G1

Ao longo do ano são realizadas reuniões por setor: coordenação da pastoral juntamente com a diretoria da festa, o padre, a equipe de iluminação e a equipe de decoração.

Ao elaborar a Festa de um ano para o outro o tema é escolhido. O designer da comissão e o grupo de decoração definem um desenho que é repassado para a família que doa o manto.

Enquanto isso, a equipe de iluminação faz a manutenção da berlinda (carrinho). Para a doação das flores, tem uma família específica que há anos doa as flores que vão ornar na Berlinda desde a trasladação até o dia 7 de dezembro, porque na madrugada são retiradas e colocadas as naturais que também são doadas por um grupo de senhoras para a grande festa do dia 8.

De acordo com o Carlos Anderson, membro da comissão do Círio e Berlinda, as orientações são dadas para que se possa dar o maior acesso ao povo.

"Não temos posse da imagem, apenas somos responsáveis em conservar e cuidar para que todos possam fazer sua oração e pagar a promessa bem pertinho.... É uma cena que enche os olhos, ver mães, pais e muitas pessoas tocando a imagem, o manto, as flores e fazendo sua oração. Sempre é gratificante", destacou Carlos Anderson.

Réplicas da Imagem

Momento de bênção das imagens peregrinas de Nossa Sra da Conceição — Foto: Diocese de Santarém/Divulgação Momento de bênção das imagens peregrinas de Nossa Sra da Conceição — Foto: Diocese de Santarém/Divulgação

Momento de bênção das imagens peregrinas de Nossa Sra da Conceição — Foto: Diocese de Santarém/Divulgação

A imagem oficial de Nossa Senhora da Conceição sai da Matriz apenas na trasladação na noite que antecede a procissão do Círio. No início da noite, após missa na Matriz, centenas de fiéis acompanham o deslocamento da imagem da Catedral à Igreja de São Sebastião, onde ela fica até as primeiras horas do dia seguinte para a grande romaria.

Para as pessoas que não podem acompanhar o Círio e desejam ter a Mãezinha perto, a igreja tem as imagens peregrinas da Virgem Maria. Esse ano são 12 que realizam as visitas nos lares, empresas e instituições públicas. Essas réplicas foram produzidas por artistas regionais, inspiradas na peça espanhola. As imagens peregrinas também participam do Círio das Crianças e da Caminhada de Fé com Maria.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE