Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Israel diz apoiar curdos na Síria

Vice-ministra de Relações Exteriores israelense diz que o país defende os curdos em negociações com os Estados Unidos.

 
 -   /
/ /

Israel está dando auxílio aos curdos da Síria, que sofrem com uma incursão de um mês na Turquia. Para os israelenses, os curdos são um contrapeso à influência do Irã, afirmou Tzipi Hotovely, vice-ministra de Relações Exteriores do país, nesta quarta-feira (6).

Os turcos lançaram seus ataques contra a milícia curda do YPG depois que, abruptamente, os EUA tiraram cerca de mil tropas do norte da Síria, nos primeiros dias de outubro –ação interpretada pelos curdos como uma traição, já que eles e os americanos estiveram juntos na disputa contra o Estado Islâmico.

Curdos atiram batatas podres em blindados americanos que se retiraram da Síria

Curdos atiram batatas podres em blindados americanos que se retiraram da Síria

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ofereceu apoio humanitário ao “povo curdo galante” no dia 10 de outubro, ao dizer que eles enfrentam uma possível limpeza étnica pela Turquia e seus aliados da Síria.

Tzipi Hotovely, o vice-ministro de Relações Exteriores de Israel, disse ao Parlamento na quarta (6) que a oferta foi aceita. “Israel recebeu muitos pedidos de apoio, principalmente em campos diplomáticos e humanitários”, afirmou ela

“Nós nos identificamos com a angústia profunda dos curdos, e nós estamos dando apoio a eles por vários canais.”

Autoridades curdas sírias não foram encontradas para comentar.

Hotovely não deu detalhes sobre a natureza do apoio, a não ser que durante o “diálogo com os americanos, nós falamos da nossa verdade sobre os curdos e estamos orgulhosos de termos apoiado o povo curdo”.

Relação desde os anos 1960

Israel manteve vínculos discretos com os curdos em setores militar, de inteligência e de negócios desde os anos 1960, e considera o grupo étnico minoritário como um amortecedor contra inimigos em comum.

O principal deles, hoje, são forças apoiadas pelo Irã perto de Israel, inclusive dentro da Síria.

Os curdos são uma população espalhada entre o Iraque, Turquia, Síria e Irã.

“Israel de fato tem um interesse em preservar a força dos curdos e de outras minorias no norte da Síria como moderados e elementos pró-Ocidente”, disse Hotovely.

“O possível colapso dos curdos no norte da Síria é um cenário negativo e perigoso, no que diz respeito à Israel. É absolutamente claro que um evento como esse reforçaria elementos negativos na área, liderado pelo Irã.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE