Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Britânicos protestam em Londres exigindo um novo referendo para o Brexit

Manifestantes afirmam que acordo não é o que foi prometido durante o referendo de 2016 e pede nova votação para definir o futuro do Reino Unido.

 
 -   /
/ /

Enquanto o Parlamento Britânico discutia se aprova ou não o divórcio do Reino Unido com a União Europeia em sessão extraordinária neste sábado (19), milhares de pessoas foram às ruas de Londres exigir um novo referendo sobre o tema. As manifestações contra e a favor do divórcio estão se concentrando em frente ao Parlamento.

  • Parlamento impõe nova derrota a Johnson e adia decisão sobre o Brexit

Manifestantes protestam na porta do Parlamento Britânico neste sábado (19) — Foto: Reprodução/GloboNews Manifestantes protestam na porta do Parlamento Britânico neste sábado (19) — Foto: Reprodução/GloboNews

Manifestantes protestam na porta do Parlamento Britânico neste sábado (19) — Foto: Reprodução/GloboNews

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, também participa das manifestações. "Milhares de pessoas de todos os cantos do país, de todas as idades e origens, se certificando de que nossa mensagem seja ouvida alta e claramente", disse Khan, que pede que tenha um novo referendo sobre o Brexit.

James McGrory, diretor da campanha Voto do Povo, que organizou a marcha, disse antes do protesto que o governo deveria realizar outro referendo sobre a adesão à UE.

"Este novo acordo não tem nenhuma semelhança com o que foi prometido para a população (em 2016) e, portanto, é justo que o público mereça outra chance de dar a sua opinião", disse ele.

Protesto em Londres contra o Brexit — Foto: AP Photo/Matt Dunham Protesto em Londres contra o Brexit — Foto: AP Photo/Matt Dunham

Protesto em Londres contra o Brexit — Foto: AP Photo/Matt Dunham

Manifestantes agitando bandeiras da UE e carregando cartazes pedindo a suspensão do Brexit se reuniram em Park Lane, em Londres, antes de uma marcha pelo centro da capital para o parlamento. Na região há manifestantes contra e a favor ao divórcio entre britânicos e europeus.

Manifestantes contra e favor ao Brexit em Londres — Foto: REUTERS/Henry Nicholls Manifestantes contra e favor ao Brexit em Londres — Foto: REUTERS/Henry Nicholls

Manifestantes contra e favor ao Brexit em Londres — Foto: REUTERS/Henry Nicholls

"Estou com raiva por não estarmos ouvindo. Quase todas as pesquisas mostram que agora as pessoas querem permanecer na UE. Sentimos que não temos voz", disse a manifestante Hannah Barton. "Este é um desastre nacional esperando para acontecer e vai destruir a economia”, complementa.

Protestos pedem um novo referendo para o Brexit — Foto: REUTERS/Simon Dawson Protestos pedem um novo referendo para o Brexit — Foto: REUTERS/Simon Dawson

Protestos pedem um novo referendo para o Brexit — Foto: REUTERS/Simon Dawson

Muitos manifestantes carregavam cartazes, alguns comparando o Brexit com a eleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Alguns usavam roupas elaboradas com um grupo vestido de frutas e legumes.

Mudança de opinião?

Parlamento britânico vota segundo acordo do Brexit em sessão extraordinária

Parlamento britânico vota segundo acordo do Brexit em sessão extraordinária

Em 2016, 17,4 milhões de eleitores, ou 52%, apoiaram o Brexit, enquanto 16,1 milhões, ou 48%, apoiaram a permanência na UE.

Algumas pesquisas de opinião mostraram uma ligeira mudança a favor de permanecer na UE, mas ainda há uma mudança decisiva nas atitudes e muitos eleitores dizem que ficam cada vez mais entediados com o Brexit.

Manifestantes ocupam a porta do Parlamento Britânico, em Londres — Foto: PA Media/Reuters Manifestantes ocupam a porta do Parlamento Britânico, em Londres — Foto: PA Media/Reuters

Manifestantes ocupam a porta do Parlamento Britânico, em Londres — Foto: PA Media/Reuters

Desde julho de 2017, existem 226 pesquisas sobre o tema. Desse total, 204 colocaram o apoio à permanência na UE à frente, sete deram a liderança para sair e algumas ficaram empatados.

No entanto, outras pesquisas sugerem que a maioria dos eleitores não mudou de ideia: 50% do público quer respeitar o resultado do referendo, 42% querem que a Grã-Bretanha permaneça na UE e 8% disseram que não sabem.

Os defensores do Brexit dizem que realizar outro referendo aprofundaria as divisões e prejudicaria a democracia.

O desafio para as forças pró-referendo é encontrar apoio suficiente no parlamento. Em abril, quando o governo realizou uma série de votos em várias opções do Brexit, um segundo referendo foi o mais popular, mas ficou aquém da maioria, perdendo 292 para 280.

Para especialistas, mesmo que outro referendo fosse acordado, levaria meses para se organizar a votação.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE