Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

Operação Setentrional Goiano: Crimes Rurais prende 8 envolvidos no furto e roubo de gado e faz balanço da atuação no Estado

 
Foto: Cristiano Araújo (assessoria de imprensa/SSP)
A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), deflagrou na última semana a Operação Setentrional Goiano. As investigações começaram no mês de junho, com reforço e restruturação da equipe da delegacia especializada, após furto de 50 cabeças de gado, no município de Uruaçu. Posteriormente, outros roubos e furtos ocorreram nos municípios de São Luiz do Norte, Hidrolina, Itaguaru e Poragantu, totalizando cerca de 500 cabeças de gado furtadas ou roubadas.

A equipe da DERCR investigou, identificou os autores e representou pelas devidas medidas cautelares, cumprindo, na sequência, os mandados de prisão temporária contra oito pessoas: Ronaldo Bezerra da Silva, Rertes Pinto Ribeiro, Francisco Cleuber da Silva, Sinomar Moreira dos Reis Júnior, Vitor Manoel da Silva, Welington de Sá Alves Teixeira, Renê Ferreira dos Santos e Eleosmar Almeida Rocha, supostos membros efetivos da maior organização criminosa atuante no estado de Goiás na área de roubo e furto de gado. Os suspeitos praticaram, em tese, os crimes de roubo, furto de semoventes e organização criminosa, investigada. Até o momento, seis inquéritos policiais da Delegacia de Repressão a Crimes Rurais já estão com as autorias determinadas e casos solucionados, mas há indícios de outras atuações da referida orcrim. Também foram cumpridos 4 mandados de busca e apreensão. 

Os indiciados se dispersaram e os mandados de prisão foram cumpridos nas cidades de Acreúna, Jaraguá, Uruana, Indiara, Porangatu e Goiânia. Um caminhão boiadeiro, um VW/Gol, uma caminhonete e um reboque que eram utilizados para o transporte de animais também foram apreendidos, além de várias cabeças de gado recuperadas, que somam R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais). A Polícia Civil representou ainda à Justiça pelo sequestro dos bens utilizados pela quadrilha e/ou adquiridos por meio da atividade criminosa. A investigação policial descobriu que a quadrilha agia com grande incidência nas imediações da rodovia BR 153, via que favorece o transporte do produto roubo e a fuga dos envolvidos. A rodovia era utilizada com frequência para o transporte dos animais subtraídos, além de que o grupo possuía uma propriedade, em São Francisco de Goiás, para a guarda do gado produto de crime.

O nome da operação faz referência à região de atuação da organização. O prejuízo ocasionado às vítimas somente nestes seis crimes solucionados chega a quase R$ 1 milhão. A Operação Setentrional Goiano teve o apoio da Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Goianésia para cumprimento das prisões.

Atuações do grupo criminoso:
1. Furto em São Luiz do norte (abril);
2. Furto em Uruaçu (maio);
3. Roubo em São Luiz do Norte (maio);
4. Roubo em Hidrolina (julho);
5. Furto em Itaguaru (julho);
6. Furto em Porangatu (agosto).

Balanço dos trabalhos realizados na DERCR – junho a outubro de 2019
– 4 operações
– 19 pessoas presas
– 19 mandados de busca e apreensão cumpridos
– 222 cabeças de gado recuperadas, avaliadas em aproximadamente R$ 500.000,00 (meio milhão de reais)

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE