Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Pompeo não atende intimação de comitê do impeachment de Trump

Secretário de Estado dos EUA recebeu intimação para enviar seis documentos ao Congresso, mas não o fez.

 
 -   /
/ /

Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, deveria ter entregue ao Congresso, na sexta (4), documentos relativos ao telefonema entre Donald Trump e Volodymyr Zelensky, da Ucrânia, que é a causa do pedido de impeachment que o presidente americano enfrenta.

  • Entenda como funciona o processo de impeachment nos EUA

No domingo (6), Pompeo ainda não havia acatou a intimação que recebeu, de acordo com um democrata.

Pompeo “não atendeu o inquérito até agora”, disse Eliot Engel, o presidente do conselho do comitê de assuntos estrangeiros da Câmara, em uma entrevista à rede CBS.

“Eles estão em discussões prolongadas e nós esperamos que ele vá atender”, disse ele. O prazo para atender a intimação e entregar documentos expirou na sexta (4).

No sábado (5), o secretário de Estado disse que seu gabinete fará o que for exigido pela lei.

Pompeo estava na linha durante a conversa entre o presidente Donald Trump e o líder da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, que aconteceu no dia 25 de julho.

Nessa conversa, Trump pediu para que Zelensky invetigasse a atuação do filho de Joe Biden, Hunter Biden, no conselho de administração da empresa Burisma Holding, de gás.

O presidente americano sugeriu que uma ajuda militar que os EUA dariam para a Ucrânia estaria vinculada a esse pedido.

Biden é pré-candidato à presidência e, portanto, um potencial concorrente de Trump.

O caso motivou a presidente da Câmara de Deputados, Nancy Pelosi, a abrir um inquérito de impeachment contra Trump.

Pompeo versus democratas

A disputa entre Pompeo e os deputados do Partido Democrata já tem semanas. Eliot Engel, o presidente do conselho de relações exteriores, pediu no dia 9 de setembro, por escrito, seis documentos ligados “aos esforços de Trump e seus associados para pressionar o governo ucraniano a apoiá-lo em sua reeleição”.

Mais tarde, foi enviada uma intimação para que Pompeo entregasse os documentos. Eles deveriam ser enviados até o dia 4 de outubro.

Além disso, os democratas também informaram Pompeo que haviam agendado depoimentos de cinco funcionários da Secretaria de Estado.

Na terça (1), o secretário disse que a agenda era muito apertada, e que os congressistas estavam intimidando e exercendo assédio moral.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE