Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Projeto viabiliza consultas gratuitas para população verificar se nome está em protesto

Objetivo é facilitar acesso em Santarém e Monte Alegre e informar sobre possíveis ações extrajudiciais envolvendo o nome e o CPF do consumidor.

 
 -   /
/ /

A partir desta semana a população poderá consultar de forma gratuita se o nome está em protesto (ações extrajudiciais) em cartórios de todo o Brasil. O sistema é baseado em um terminal de autoatendimento onde será necessário colocar o número do CPF ou CNPJ para fazer as buscas. O serviço está ficará disponível em Santarém e Monte Alegre, no oeste do Pará.

Os totens (terminais de atendimento) serão instalados no Cartório do 2º Ofício Bentes Vieira, na Travessa 15 de Novembro, em Santarém. Já em Monte Alegre, também no Cartório do 2º Ofício, o serviço já está sendo disponibilizado.

A ação é desenvolvida pelo Instituto de Estudos de Protesto, seção Pará (IEPTB/PA), e garante que o cidadão comum pode acessar informações para verificar o comprometido do nome na praça.

Além de Monte Alegre, Santarém também foi contemplada com serviço de consulta gratuita — Foto: IEPTB-PA/Divulgação Além de Monte Alegre, Santarém também foi contemplada com serviço de consulta gratuita — Foto: IEPTB-PA/Divulgação

Além de Monte Alegre, Santarém também foi contemplada com serviço de consulta gratuita — Foto: IEPTB-PA/Divulgação

O objetivo é facilitar o acesso do contribuinte e informar sobre possíveis ações extrajudiciais envolvendo o nome e o CPF do consumidor. Mais de 30 máquinas já foram espalhadas pelo Estado.

Cerca de 60 milhões de brasileiros possuem dívidas em atraso. As contas atrasadas vão desde conta de energia a pagamentos de tributos do município, estado e federação.

Essas demandas em débito podem provocar ações extrajudiciais, o protesto, e comprometer o nome do consumidor na praça, daí a importância da pesquisa de forma gratuita.

Como fazer a consulta?

O cidadão deverá informar nos terminais o número do CPF ou CNPJ. Após inserir o último dígito, uma busca será feita no banco de dados nacional para verificar se há protestos. Caso haja, o sistema mostrará informações do protesto, o cartório onde foi feito, datas e o valor do título protestado.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE