Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Jaguatirica é resgatada ao tentar fugir de área com foco de queimada no Pará

Os Bombeiros encontraram o animal abrigado em uma casa em Novo Progresso, uma das cidades mais atingidas pelas queimadas no estado.

 
 -   /
/ /

Uma jaguatirica macho, de médio porte, foi resgatada por bombeiros, enquanto fugia de chamas em Novo Progresso, sudeste do Pará, uma das cidades mais atingidas pelas queimadas no estado.

O Corpo de Bombeiros informou nesta quinta-feira (12), que o animal estava abrigado em uma casa em uma área onde a Operação Fênix atuava no combate a focos de incêndio.

O Corpo de Bombeiros informou que o animal estava bem e foi libertado em uma área livre de fogo na quarta-feira (11).

Animal que fugia de chamas é devolvido à natureza, em área sem chamas, pelos Bombeiros.  — Foto: Reprodução  / Corpo de Bombeiros Animal que fugia de chamas é devolvido à natureza, em área sem chamas, pelos Bombeiros.  — Foto: Reprodução  / Corpo de Bombeiros

Animal que fugia de chamas é devolvido à natureza, em área sem chamas, pelos Bombeiros. — Foto: Reprodução / Corpo de Bombeiros

A Operação Fênix está atuando em vários municípios. Na quarta (11), militares combateram focos de calor na comunidade Alvorada, localizada cerca de 40km da sede da cidade. A missão incluiu bombeiros e militares do Exército Brasileiro.

Ainda na quarta, em Marabá, as chamas foram combatidas em uma área de mata nas proximidades da reserva florestal de uma empresa multinacional.

Ações de combate a incêndios no PA

Operação Fênix combate focos de queimadas em Novo Progresso e outras cidades do Pará. — Foto: Reprodução / Corpo de Bombeiros Operação Fênix combate focos de queimadas em Novo Progresso e outras cidades do Pará. — Foto: Reprodução / Corpo de Bombeiros

Operação Fênix combate focos de queimadas em Novo Progresso e outras cidades do Pará. — Foto: Reprodução / Corpo de Bombeiros

As Forças Armadas iniciaram na última quarta-feira (28) o combate efetivo a focos de incêndios florestais nos municípios de Altamira, Marabá e áreas adjacentes. De acordo com o Exército, cerca de 100 militares estão sendo empregados na operação. O Exército vai atuar em áreas de preservação atingidas pelas queimadas.

Ainda segundo o Exército, a ação no estado faz parte da Garantia da Lei e da Ordem (GLO) assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), na última sexta-feira (23), com objetivo de controlar as queimadas na Amazônia.

Até a última terça-feira (27), militares do Exército realizaram o reconhecimento terrestre e fluvial em áreas atingidas por incêndios no Pará. A ação ocorre no eixo Belém – Marabá – Altamira, São Félix do Xingu, e Novo Progresso.

A Polícia Civil do Pará também mandou duas equipes investigarem a denúncia de que produtores rurais teriam se organizado para promover queimadas há duas semanas, em um evento batizado de Dia do Fogo. A Polícia Federal também apura o caso.

QUEIMADAS NA AMAZÔNIA

  • Nº de queimadas sobe 82% em 2019

  • Amazônia concentra metade das queimadas neste ano

  • Entenda: 12 questões essenciais sobre o tema

  • Amazônia em chamas? O que se sabe sobre a evolução das queimadas

  • Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre queimadas na Amazônia

  • Entenda como o Inpe mede as queimadas

  • PODCAST O ASSUNTO: Amazônia em chamas

  • Sem provas, Bolsonaro diz que ONGs podem estar por trás das queimadas

  • Bolsonaro autoriza uso de Forças Armadas para combater incêndios

  • Análises confirmam partículas de queimadas na chuva de SP

  • Fumaça de queimadas é ameaça à saúde pública, alertam médicos

  • Secretário-Geral da ONU cobra que Amazônia seja protegida

  • Macron diz que G7 enviará 20 milhões de dólares para combater queimadas

  • Bolsonaro questiona interesse da França

  • Crise das queimadas: entenda o que está em jogo para o agronegócio

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE