Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Manifestantes tomam principal avenida de Buenos Aires em protesto por crise

Famílias inteiras se preparavam para acampar por 48 horas na Avenida 9 de Julho, pedindo que seja decretada emergência alimentar no país. Congresso deve receber projeto de lei sobre o tema na quinta-feira.

 
 -   /
/ /

Milhares de manifestantes tomaram, nesta quarta-feira (11), a Avenida 9 de Julho, a principal de Buenos Aires, para pedir que seja decretada emergência alimentar na Argentina, que atravessa uma forte crise econômica em meio à corrida presidencial.

Militantes dos movimentos sociais anunciaram que vão acampar por 48 horas, a partir desta quarta, na avenida, em um dia com manifestações populares na Praça de Maio, em frente à Casa Rosada, sede da Presidência.

Famílias inteiras, com crianças, se preparavam para acampar na avenida, com mantas e brinquedos.

O Congresso deve receber na quinta-feira um projeto de lei de emergência alimentar, que permitiria aumentar os recursos destinados a subsídios.

"Queremos abertura de programas sociais. Também queremos aumento da receita para os programas vigentes", declarou Eduardo Belliboni, um dos dirigentes.

No começo do protesto, houve incidentes com a polícia, que impediu o bloqueio do serviço transporte.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE