Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Justiça pede interdição de empresa na Grande Belém após constatar presença de bactérias na água distribuída

Além da má qualidade da água, durante uma vistoria na empresa, foi constatada a falta de higienização e risco de contaminação.

 
 -   /
/ /

A promotoria de Justiça de Benevides solicitou a interdição de uma empresa fornecedora de água do município de Benevides, na Grande Belém, após constatar a presença de bactérias pseudomonas na água. As análises da água foram realizadas pela Secretaria de Saúde do Pará (Sespa). As informações foram divulgadas nesta terça-feira (10). O G1 tenta contato com a empresa.

Segundo o Ministério Público do Estado (MPPA), além das acusações de má qualidade do serviço fornecido, a empresa tem um histórico de infrações à legislação sanitária e de defesa do consumidor.

De acordo com um relatório divulgado na última quinta (5), a empresa mudou sua marca de "Manancial" para "Água Boa" durante o processo judicial, o que foi considerado pela promotora do caso uma violação dos princípios da boa-fé. Ainda, técnicos fizeram uma vistoria na empresa em setembro e detectaram falta de higienização, risco de contaminação, irregularidade no armazenamento da água e nas operações de limpeza, bem como na desinfecção das embalagens.

Bactérias pseudomona

Responsável por infecções principalmente em pessoas debilitadas ou imunocomprometidas, as bactérias pseudomonas podem se desenvolver em locais anatômicos, como pele, ossos, orelhas, olhos, pulmões e outros.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE