Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

Programa de Fortalecimento das Polícias Judiciárias chega a Goiás

 

Com o objetivo de aprimorar e fortalecer o trabalho das polícias judiciárias de todo o país, aumentando a capacidade investigativa e de resolução de crimes com impacto positivo na segurança pública, o Ministério da Justiça e Segurança Pública realiza, de 26 a 30 de agosto, , em Goiânia, a quarta rodada do Programa de Fortalecimento das Polícias Judiciárias. Abordando o tema “Corrupção Sistêmica e Delinquência Institucionalizada”, a capacitação será destinada para 50 policiais civis e delegados.

A semana de capacitação ocorrerá no auditório na Escola Superior da Polícia Civil de Goiás e trará como palestrantes delegados federais de três distintas gerações, responsáveis pelas maiores operações policiais realizadas pela instituição nos últimos 15 anos. Nomes como Paulo Lacerda, Getúlio Bezerra, Jorge Pontes, Luis Flavio Zampronha, Mauricio Moscardi, Isalino Giacomet, Cleyber Malta e Luiz Pontel estão entre os professores. Durante uma semana inteira serão mostrados estudos de casos e diferentes técnicas operacionais.

De acordo com Jorge Pontes, diretor de Ensino e Estatística (DEE) da Senasp, o programa é grandioso. “Trata-se de um programa ambicioso, que tem como objetivo provocar nas 27 polícias civis estaduais, um processo de amadurecimento técnico e institucional que buscará diminuir assimetrias e sedimentar suas autonomias. Para o encerramento da programação, o secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo (foto/Marcelo Camargo), ministra palestra no dia 30 de agosto, com teor motivacional, voltado para os princípios básicos para um bom desempenho no trabalho das forças policiais.

O Programa de Fortalecimento das Polícias Judiciárias é uma iniciativa da Diretoria de Ensino e Estatística da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Entre os assuntos discutidos com os alunos estão a atuação integrada, enfrentamento ao crime institucionalizado à grande corrupção, combate ao crime organizado, lavagem de dinheiro, planejamento operacional, cooperação internacional, inteligência policial, medidas de seletividade dos inquéritos policiais, entre outros.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE