Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Atualidades

O isolamento social pode alterar o sistema imunológico

Morar sozinho contribui para a depressão e a ansiedade, afirma Alexandre Faisal

 

download do áudio Um estudo do Reino Unido mostra que morar sozinho contribui para a depressão e a ansiedade. O médico ginecologista Alexandre Faisal comenta que a prevalência do transtorno de ansiedade e depressão ao longo da vida é de quase 30%, acarretando um grave prejuízo na qualidade de vida da pessoa – associado ao surgimento de doenças físicas, aumenta o risco de mortalidade e causa grande impacto na economia.

Outro aspecto atual apontado pelo estudo é que vem aumentando a proporção de indivíduos que moram sozinhos, em razão do aumento do envelhecimento da população, menores taxas de casamento e maiores taxas de divórcio. “Na Inglaterra, a taxa de pessoas sozinhas é tão grande que foi criado o ‘Ministério da Solidão'”, pontua Faisal.

O médico conta que a literatura científica cita que o isolamento social pode alterar o sistema imunológico e que tanto a supressão quanto a ativação imunológica são conhecidas como peças-chave da depressão e de alguns transtornos mentais.

Ouça no link acima a íntegra da coluna Saúde Feminina.


Saúde Feminina
A coluna Saúde Feminina, com o professor Alexandre Faisal, vai ao ar toda quinta-feira às 10h, na Rádio USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP.

.

jQuery(document).ready(function($) { $.post('https://jornal.usp.br/wp-admin/admin-ajax.php', {action: 'wpt_view_count', id: '265520'}); });

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE