Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Força tarefa de intervenção elabora plano de treinamento de novos agentes da penitenciária de Santarém

Equipe enviada à casa penal de Santarém pelo Ministério da Justiça também fez um levantamento das estruturas físicas.

 
 -   /
/ /

Uma equipe da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) esteve em Santarém, oeste do Pará, segunda-feira (12) e terça (13) para uma visita técnica no Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (Crashm), para uma análise das estruturas físicas da unidade, e elaboração de planos de treinamentos para os 30 novos servidores.

A chegada da Força Tarefa de Intervenção Penitenciária, na segunda-feira pegou de surpresa os agentes penitenciários que hoje atuam na casa penal, e gerou um temor de que a unidade administrada pela Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) do Pará, estivesse sob intervenção federal.

O G1 fez contato com a assessoria de comunicação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que informou que a FTIP foi enviada tão somente para verificar as condições estruturais do Crashm e traçar as estratégias de capacitação dos 30 agentes penitenciários aprovados no último concurso da Susipe, que foram designados para a região do Baixo Amazonas. O treinamento com os agentes já começou.

Todos os 485 agentes penitenciários recém empossados pelo governador Helder Barbalho (MPB), estão recebendo treinamento da Força Tática de Intervenção Penitenciária, vinculada ao Departamento Penitenciário Nacional (Depen), para fortalecer os procedimentos e reforçar a segurança em todas as unidades penais do Pará.

Mais agentes

A posse dos 485 novos agentes penitenciários foi realizada em Belém, na manhã do dia 3 de agosto. Na oportunidade, o governador Helder Barbalho anunciou a convocação de 642 excedentes do concurso C-199.

A convocação pretende intensificar a gestão carcerária em todo o Estado. Os agentes farão o curso de formação e a previsão é que, no mês de novembro, todos sejam empossados e iniciem os trabalhos no sistema carcerário paraense.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE