Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Carros-bomba explodem no sul da Somália e deixam mortos; Al-Shabab reivindica autoria do ataque

Ainda não se sabe o número de vítimas; o grupo terrorista afirma que 50 pessoas morreram, além de dois de seus membros.

 

Uma explosão de carros-bomba em uma base militar no sul da Somália deixou mortos nesta quarta-feira (14), informou a Reuters, mas ainda não se sabe o número de vítimas.

Um oficial militar de uma cidade na região, que confirmou as mortes, também disse que o grupo Al-Shabab, que assumiu a autoria do ataque, cortou parte das telecomunicações.

De acordo com o militar, as bombas explodiram do lado de fora da base, que fica no estado de Lower Shabelle, em Awdhigle, distrito agrícola a cerca de 70km a sudoeste da capital, Mogadíscio. Segundo a Reuters, o ataque ocorreu no meio da manhã (horário local).

O Al-Shabab, grupo autor do ataque e que é ligado à Al-Qaeda, afirmou que 50 pessoas morreram, além de dois de seus membros, mas o grupo terrorista e o governo somali tendem a dar números de mortes diferentes para ataques.

Ainda de acordo com o Al-Shabab, dois veículos militares foram queimados.

O ataque ocorreu no meio da manhã (horário local) no estado de Lower Shabelle, em Awdhigle, distrito agrícola que fica a cerca de 70km a sudoeste da capital somali, Mogadíscio.

"Ouvimos duas explosões e tiros [vindos] da direção da base militar somali. Vi vários soldados fugindo da base para escapar, mas não sabemos quantos foram mortos", declarou o ancião Aden Abdullahi, de Awdhigle, à Reuters, logo após o atentado.

O Al Shabab tenta impor uma interpretação estrita da lei islâmica enquanto luta com o fraco governo da Somália, que é apoiado pela ONU.

Esta reportagem está em atualização.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE