Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Projeto de lei permitirá mais policiais militares nas ruas de Barra de Garças

 

Na noite desta segunda-feira (12/08), foi aprovado na Câmara Municipal de Vereadores de Barra do Garças (509 km de Cuiabá) projeto de lei que autoriza os policiais realizaram jornada voluntária.

Projeto prever que a Prefeitura Municipal pague aos militares, quando na folga de 72 horas e de forma voluntária, 08 horas trabalhadas por dia e no máximo 90 horas por mês, aumentando assim o efetivo empregado nas ruas da cidade.

Segundo o major Diniz, comandante do 2º BPM, "infelizmente o aumento do efetivo não acompanha o crescimento da cidade, uma vez que Barra do Garças hoje é uma das cidades do Araguaia que mais crescem, esse projeto permite aumentar o número de policiais na rua".

O valor da verba indenizatória é definida a partir da graduação/posto do agente. Os oficiais militares receberão R$ 30,00 por hora, em dias da semana, e R$ 31,00 em finais de semana. Aos subtenentes e sargentos, os valores são de R$ 28,00 e R$ 29,00. Já a hora dos cabos e soltados são no valor de R$ 26,00 e R$ 27,00.

"A atividade delegada é um projeto em parceria com a prefeitura, bastante amplo, permitirá aos policiais cumprir funções de fiscalização, desempenhar e acompanhar projetos sociais em escolas de forma mais participativa", afirmou tenente Carolo.

Para o vereador Murilo Valoes, "tenente coronel Souza e toda tropa estão de parabéns pelo trabalho já realizado e a sociedade ainda tem muito a ganhar com este projeto na área de segurança pública.

O vereador e líder do prefeito Dr. Paulo Raye, um dos primeiros parlamentares "abraçar" o projeto foi enfático ao dizer que "ações de segurança pública tem que envolver todas as instituições e Barra do Garças mais uma vez é referência, graças ao apoio do prefeito Roberto Farias e dos demais vereadores foi possível aprovar este projeto."

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE