Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Atualidades

Síndrome do pânico requer atividade física como tratamento coadjuvante

De acordo com o professor José Carlos Farah, quem sofre da síndrome está mais propenso a desenvolver outros transtornos emocionais

 

download do áudio O assunto da coluna de hoje é a síndrome do pânico e como a atividade física contribui na recuperação de pessoas que sofrem com esse transtorno emocional. O professor Farah explica que alguns estudos indicam que pessoas que sofrem com esse problema de saúde apresentam baixa tolerância ao exercício físico e baixo condicionamento cardiorrespiratório. A prática regular da atividade física auxilia no tratamento coadjuvante,  porque os exercícios provocam algumas sensações semelhantes ao da síndrome, como taquicardia e sudorese, porém, de forma positiva, o que ajuda a pessoa a aprender a controlar as crises de pânico e de ansiedade.


Corpo e Movimento
A coluna Corpo e Movimento, com o professor José Carlos Farah, vai ao ar toda segunda-feira às 8h00, na Rádio  USP (São Paulo 93,7 FM; Ribeirão Preto 107,9 FM) e também no Youtube, com produção do Jornal da USP e TV USP. 

.

jQuery(document).ready(function($) { $.post('https://jornal.usp.br/wp-admin/admin-ajax.php', {action: 'wpt_view_count', id: '264496'}); });

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE