Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLICIA

Presa suspeita de matar namorado e testemunha queimados em Anápolis

 

Policiais civis do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Anápolis cumpriram, na manhã desta sexta-feira (19), mandado de prisão em desfavor de Ivonete Leite de Jesus Ribeiro, de 47 anos, apontada como autora do homicídio qualificado contra seu então namorado Gustavo Neves da Silva, 24 anos, vulgo “Canelinha”, ocorrido em dezembro de 2011, no Setor Central.

De acordo com as investigações, o local era um ponto de encontro de usuários de drogas. Ivonete teria ateado fogo ao corpo de Gustavo utilizando etanol. Uma mulher chamada Zirene, que estava presente no local do fato, contou a familiares de Gustavo que Ivonete quem era a autora do homicídio. Quatro meses depois, a testemunha Zirene foi misteriosamente morta no mesmo local, após a residência ter pegado fogo. O corpo da vítima foi encontrado carbonizado.

Dois anos após esse fato, em abril de 2014, Ivonete foi presa em flagrante após atear fogo num morador de rua no Centro de Anápolis. Em outra oportunidade, já em liberdade, ela ateou fogo na própria residência, com seus familiares no interior do imóvel, os quais, por sorte, não se feriram. Ivonete, que também ostenta passagens policiais por roubo, se encontra recolhida no presídio local, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE