Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Atualidades

Subutilização e desalento atingem recorde histórico em 2019

Wilson Aparecido Costa de Amorim diz que dados divulgados pelo IBGE, relativos ao primeiro trimestre de 2019, preocupam

 

Jovem procura por emprego na cidade de São Paulo – Foto: Marcos Santos/USP Imagens
 

download do áudio A taxa de desemprego no Brasil caiu para 12,3% no trimestre encerrado em maio, atingindo 13 milhões de pessoas, segundo dados divulgados no último mês pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Apesar da queda na taxa de desocupação, os números de subutilizados e desalentados atingiram o recorde de toda a série história da pesquisa, iniciada em 2012. Além disso, a informalidade também é a maior já registrada, mostrando que as condições de trabalho no Brasil estão longe do ideal.

O professor Wilson Aparecido Costa de Amorim, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da USP, explicou o cenário atual do mercado de trabalho brasileiro e destacou a relação intrínseca entre os índices de desemprego e subutilização e o crescimento econômico.

O professor também disse acreditar serem necessárias iniciativas governamentais para reacender a economia nacional e gerar novos empregos, como o investimento em obras públicas de infraestrutura para estimular a construção civil, setor extremamente importante na economia nacional.

Confira acima a matéria completa.

jQuery(document).ready(function($) { $.post('https://jornal.usp.br/wp-admin/admin-ajax.php', {action: 'wpt_view_count', id: '258589'}); });

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE