Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Marcada para julho audiência de instrução e julgamento do caso '''Davi Amaral'''

O responsável pelo espancamento que resultou na morte de Davi, será ouvido pela justiça, bem como as testemunhas.

 
 -   /
/ /

A 3ª Vara Criminal privativa para julgamento dos casos de Tribunal do Júri, em Santarém, oeste do Pará, proferiu nesta terça-feira (11), decisão marcando para 22 de julho deste ano, a audiência de instrução e julgamento do processo de Arisson Sá Pedroso, acusado de matar o jovem Davi Amaral.

A audiência está marcada para às 11h. Na oportunidade, serão ouvidas as testemunhas de acusação e defesa, bem como, será interrogado o réu. Após ouvir a acusação e defesa, o juiz Gabriel Veloso decidirá se o caso vai a júri popular ou não.

O crime

Davi da Silva Amaral tinha 18 anos. Ele foi encontrado desacordado na manhã do dia 14 de fevereiro, em um terreno baldio no cruzamento das avenidas São Nicolau e São Paulo, bairro Livramento, em Santarém, oeste do Pará. O jovem estava apenas de camisa, despido da cintura para baixo. Ele foi socorrido pelo Samu e levado para o hospital municipal, onde foi declarada a morte cerebral no dia 17.

Um inquérito foi aberto para investigar o caso. E no dia 20 de fevereiro, o principal suspeito, Arisson Sá Pedroso, 24 anos, se apresentou na Seccional de Polícia Civil, onde confessou ser o autor do espancamento que provocou a morte de Davi Amaral.

CASO DAVI AMARAL

  • O crime

  • Divulgação de imagens do bar

  • Imagens do suspeito das agressões

  • Aproximação com o suspeito

  • Manifestação em Santarém

  • Confirmação de morte encefálica

  • Divulgação da foto e nome do suspeito

  • Necropsia e exame sexológico

  • Tipificação do crime

  • Prisão temporária

  • Velório e sepultamento

  • Prisão do principal suspeito

  • Confissão e motivação

  • ‘Ele deu em cima de mim e eu não gostei’

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE