Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

USP

Plástico não reutilizável é reciclado e usado na produção de mobiliário escolar

Em entrevista aos “Novos Cientistas”, o doutorando Victor José Baldan, da USP em São Carlos, descreveu como foram as pesquisas para o desenvolvimento do material

 
jorusp

download do áudio
Foto: Divulgação/IAU
A partir dos resíduos gerados por uma indústria de calçados, pesquisadores do Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da USP, em São Carlos, desenvolveram uma técnica capaz de reciclar o plástico não reutilizável e reutilizá-lo na produção de mobiliário escolar. De acordo com o aluno de doutorado do IAU, Victor José dos Santos Baldan, o material também tem como característica ser isolante térmico. “Ele possui excelente resistência mecânica e é antichamas”, contou aos Novos Cientistas. Além de utilização na fabricação de mobiliário escolar, o material poderá ser aplicado na construção civil, em forros e paredes.

O plástico reciclado foi desenvolvido no Laboratório de Construção Civil (LCC) do IAU, em pesquisa coordenada pelo professor Javier Mazariegos Pablos. No que se refere ao comportamento frente à temperatura, existem dois tipos de plásticos (polímeros): os termoplásticos que, ao serem aquecidos, tornam-se maleáveis e, portanto, podem ser reutilizados, e os polímeros termofixos que, mesmo aquecidos, não são maleáveis e, portanto, não reutilizáveis.

Segundo Baldan, a matéria-prima vem de uma indústria calçadista de Novo Hamburgo (Rio Grande do Sul), que utiliza polímeros termofixos para a produção de saltos de sapatos, rodas de skate, entre outras coisas. E é justamente com as sobras desses materiais que os pesquisadores trabalham.

O podcast Os Novos Cientistas vai ao ar toda quinta-feira, às 8 horas, dentro do Jornal da USP no Ar, que é apresentado diariamente pela jornalista Roxane Ré, das 7h30 às 9h30, na Rádio USP FM (93,7 MHz).

jQuery(document).ready(function($) { $.post('https://jornal.usp.br/wp-admin/admin-ajax.php', {action: 'wpt_view_count', id: '245580'}); });

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE