Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLÍTICA

Renan diz que Selma Arruda quer punir Judiciário por ter sido cassada

 
 -   /
/ /
O senador Renan Calheiros (MDB), usou sua conta no Twitter para opinar sobre a cassação da sua colega de Senado, Selma Arruda (PSL). Na quarta (10.04), por unanimidade, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MT) cassou Selma e determinou novas eleições para o cargo.

“Contra fatos não há argumentos. Se o MPF não exigir a responsabilidade criminal, em havendo recurso, a senadora vai continuar no mandato, em liberdade, sem tornozeleira e ainda querendo investigar STF e STJ” disse Renan em suas redes sociais, ao comentar que tem visão diferente do senador Kajuru, que na sessão de quarta do Senado anunciou a cassação de Selma como uma triste notícia.

“Uma notícia triste para todos nós aqui. Uma ilustre colega, honrada senadora, acaba de ser cassada, abominavelmente e injustamente, pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso: a Juíza Selma Arruda” declarou Kajuru.

Em resposta, pelo Twitter, Renan disse que Selma quer usar a CPI da Toga para punir o Judiciário por ter sido cassada. “CPIs não podem ser instrumentos de retaliação ao Judiciário. A decisão do TRE-MT sobre a senadora Selma não justifica uma comissão. Seria uma inversão completa do processo político legislativo” disse.

Já na tribuna do Senado, Renan destacou: “Sobre a colocação feita pelo nosso Senador Kajuru, não dá para nós ouvirmos, toda hora, que a CPI da Toga está eventualmente ligada a seja qual for a decisão judicial, porque isso coloca esta Casa numa situação muito má. A gente fazer CPI da Toga para impedir a cassação da Juíza Selma, que infelizmente aconteceu hoje, por uma decisão unânime do Tribunal de Mato Grosso, não tem absolutamente – com todo respeito, Kajuru – nada a ver. Nada a ver!” disse.


VG Notícias

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE

Últimas em Cidades

PUBLICIDADE