Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Policial acusado de matar ex-namorada vai a Júri nesta sexta-feira no Vale do Araguaia

 
Depois de quase seis anos vai ser julgado nesta sexta-feira (15/3) o policial militar de Goiás, Jorge Mota, acusado de assassinar a ex-namorada Nayanne Carvalho, de 18 anos, com três tiros. O crime aconteceu no dia 20 de julho de 2013 na rua no fundo do Supermercado MegaFruti na cidade de Aragarças-GO na divisa com Mato Grosso.

Nayanne estava na companhia da colega, Denise, filha do vereador Dulcindo Duda. As duas estavam numa moto quando foram abordadas por Jorge que estava em outra motocicleta e se aproximou efetuando os disparos a queima-roupa. Os tiros foram na altura do abdômen um deles acertou o coração da jovem.

A jovem chegou a ser levada ao Pronto Socorro, mas já chegou sem vida. A família relatou que desde que houve o fim do namoro, Jorge passou a ameaçar a jovem constantemente inclusive foram registradas três ocorrências nesse sentido.

Para preservar a segurança da filha, a mãe dona Veridiana decidiu manda-la morar em Brasília. Porém no dia do crime, Nayanne retornou a cidade de Aragarças para acompanhar a temporada de praia e quando estava passeando de moto com amiga foi surpreendida pelos disparos.

Jorge foi preso sete dias depois do crime e foi encaminhado para um quartel em Goiânia. No passado, ele foi integrante do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT), mas estava afastado segundo informação por problemas psiquiátricos.

A dona Veridiana pediu a presença de parentes e amigos de Nayanne para acompanharem o julgamento que está previsto para começar às 9 horas da manhã no plenário do Fórum de Aragarças.
 

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE