Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Greve dos professores deixa mais de 7 mil alunos sem aulas em Eldorado dos Carajás

Professores cobram reposição salarial, retomada de obras e melhores condições de trabalho.

 

Professores da rede municipal estão em greve em Eldorado do Carajás, no sudeste do Pará. Eles cobram reposição salarial, retomada de obras e melhores condições de trabalho. Com a paralisação das atividades, cerca de 7.500 estudantes estão sem aulas.

A paralisação geral dos cerca de 400 professores da rede municipal de ensino de Eldorado dos Carajás foi decidida durante uma assembleia na tarde de segunda-feira (11), dia marcado para o início do ano letivo. No último dia 6, a categoria já havia decretado estado de greve e esperava que o município se manifestasse diante das reivindicações.

De acordo com o Sintepp, a prefeitura pagou apenas o salário referente à jornada mínima, que corresponde a 100 horas de trabalho, não pagou as gratificações previstas em lei. Na prática, teve educador que recebeu só a metade do salário.

Além do salário integral, os professores também cobram a retomada de obras municipais e a construção de uma creche, obra que está parada desde 2016. Se estivesse pronta, a creche atenderia cerca de 400 crianças.

Em nota, a Prefeitura de Eldorado dos Carajás disse que o pagamento referente ao mês de janeiro de 2019 foi realizado dentro da legalidade. Sobre as creches, a prefeitura informou que está em fase de elaboração um novo processo licitatório para contratação de empresa de engenharia para conclusão das duas creches.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE

Últimas em Cidades

PUBLICIDADE