Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Rosa de Saron e Guilherme de Sá fazem último show juntos, mas já com novo cantor quase escolhido

Fundador da banda de rock gospel, Rogério Feltrin fala ao G1 sobre despedida neste domingo 10 . Ainda podemos fazer muita coisa. Não temos outra opção senão continuar .

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

Guilherme de Sá foi a cara e a voz da banda de rock gospel Rosa de Saron por 18 anos. Com hits como "Sem você", a banda ultrapassou a barreira entre gospel e música pop. Agora, ela tem outro desafio: achar uma nova identidade sem o vocalista.

Guilherme anunciou que deixaria a Rosa em novembro de 2018. "No mesmo dia, recebemos e-mails de dezenas de pessoas interessadas e muito material bom", conta Rogério Feltrin, baixista e fundador da banda, ao G1.

Após a saída, a banda pensou em terminar. "Ficou uma incerteza, foi muito impactante para nós. Mas depois de refletir, achamos que ainda podemos fazer muita coisa. Não temos outra opção senão continuar", diz Feltrin.

Apesar de ter entrado 13 anos após sua formação, Guilherme foi um dos responsáveis pela mudança de letra e sonoridade nos anos 2000. Ele era o principal compositor da banda.

"As letras repercutem muito o que ele pensa e sente. E sonoridade mais romântica e introspectiva também tem referências dele", explica.

O nome do novo vocalista ainda não foi confirmado, mas o baixista diz ter cinco nomes selecionados. O escolhido será revelado em breve.

Rosa de Saron — Foto: Rodolfo Magalhães/Divulgação Rosa de Saron — Foto: Rodolfo Magalhães/Divulgação

Rosa de Saron — Foto: Rodolfo Magalhães/Divulgação

Feltrin prevê transformações inevitáveis, mas sutis. "A gente ainda não sabe estética e musicalmente o caminho que vai trilhar. A mudança de voz já muda a personalidade do grupo. Então, para não causar estranhamento, queremos mexer pouco em outros aspectos."

Apesar disso, o músico defende que o público do Rosa está acostumado a reinvenções. "Sempre buscamos inovar e surpreender em nossa trajetória. Agora teremos que fazê-lo por esse incentivo."

A banda quer produzir uma música nova o mais rápido possível: "Estamos muito ansiosos para lançar um novo trabalho e nos relançarmos. Será importantíssimo para nos dar força para continuar."

Último show

Neste domingo (10), Guilherme e Rosa de Saron se apresentam juntos pela última vez. Feltrin revela que os shows da mini turnê de despedida foram emocionantes, mas em tom de gratidão.

O repertório foi todo montado por Guilherme, com as músicas mais marcantes durante sua trajetória.

"Encerramos a parceria com um sentimento bom. Tanto que decidimos fazer essa turnê de última hora em forma de agradecimento a ele. Reconhecemos sua importância ao longos desses 18 anos."

A força vem de Deus - e do público

A decisão de Guilherme não foi uma surpresa. "Ele vinha cogitando a possibilidade há um tempo. Então foi tranquilo."

"Tudo acontece como um propósito de Deus. Não o entendemos agora, mas sei que um dia vou acordar e entender por que isso aconteceu deste jeito."

Eles também encontraram força no público. "Nossos fãs são muito engajados. Recebemos muito incentivo para continuar. Eles rezam por nós."

O público influencia as composições. A banda recebe depoimentos emocionados... "Servimos como apoio. Recebemos histórias de todos os tipos, de gente que desistiu de cometer suicídio, que procurou ajuda para depressão."

"E até coisas simples do cotidiano, como ter uma conversa franca com o pai pela primeira vez... Elas nos tocam e acabam se tornando músicas", conta Feltrin.

O principal legado de Guilherme foi a conquista de espaço e credibilidade artística, segundo Feltrin. Para ele, aumentar a circulação em espaços não dedicados à música gospel é fundamental para a sobrevivência da banda.

"É importante que a mensagem não se restrinja somente a um nicho. Falar com quem já concorda com você é meio óbvio, queremos levar nossa mensagem a um público mais amplo."

Rosa de Saron com Guilherme de Sá

  • Onde: Tropical Butantã - Av. Valdemar Ferreira, 93 - Butantã
  • Quando: 10/02 (domingo)
  • Horário: 19h

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE