Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Escola Maria Uchôa continua com ensino integral em 2019; Frei Ambrósio retira a modalidade

Ensino integral começou a ser ofertado em 2018 pelas duas escolas estaduais em Santarém. Apenas uma continuará com a modalidade.

 

Duas escolas estaduais começaram a ofertar, em 2018, o ensino integral em Santarém, no oeste do Pará, mas para 2019, apenas uma delas continuará com a modalidade. A escola Maria Uchôa Martins continuará com a modalidade para as turmas do 1º e 2º ano do ensino médio. Ainda há vagas.

A escola Freio Ambrósio, entretanto, que iniciou o ensino integral para a turma do 1º ano do ensino médio em março de 2018, voltará a ofertar apenas o ensino regular. O objetivo era estender o ensino integral para outras séries, mas, segundo a direção, houve problemas para manter a estrutura, falta de alimentação para os alunos e a turma não se adaptou com os horários. Os alunos entravam às 7h na escola e saiam ao final do dia, às 17h.

“Optamos pelo integral porque pensamos que fosse melhor para a escola, que teríamos apoio do governo e não tivemos no ano passado, com relação a estrutura, alimentação e os alunos também não se interessavam pelo ensino integral, então vamos voltar para o ensino regular este ano”, explicou o vice-diretor da escola, Elias Pascoal.

Os problemas começaram depois de três meses da implementação da nova modalidade. Muitos alunos começaram a migrar para outras escolas. A Frei Ambrósio já chegou a ter 900 alunos matriculados e hoje conta apenas com 300. A previsão é que o número de matrículas aumente com a volta do ensino regular. As matrículas estão abertas. A escola tem turmas do 6º ano do fundamental até o 3º ano do ensino médio.

O vice-diretor da escola Maria Uchôa Martins, que continuará com o ensino integral, explicou que no início também houve dificuldades, mas que elas foram superadas. “Nós abraçamos o projeto. Estamos fazendo um trabalho junto com professores e alunos e tendo um trabalho satisfatório”, ressaltou.

A escola passa por reformas. Estão sendo feitos trabalhos para oferecer aos alunos sala de informática, de leitura e uma sala de educação física. Eles devem ficar prontos ainda este semestre. Na escola, há 400 alunos matriculados.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE