Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Parlamento macedônio aprova mudança de nome do país para Macedônia do Norte

Vizinha Grécia, país com quem mantém disputa sobre o nome, precisa ratificar a alteração.

 

O parlamento da Macedônia aprovou nesta sexta-feira (11) a mudança de nome do país para Macedônia do Norte. A troca está dentro de um pacote de alterações na Constituição exigidos para por fim a uma disputa com a vizinha Grécia.

Isso porque há uma província no norte da Grécia que se chama Macedônia, e os gregos reivindicam que apenas aquela região possa se declarar como tal.

A atual Macedônia – que deve ganhar o sufixo "do Norte" – fazia parte da antiga Iugoslávia até 1991, quando declarou independência.

Alteração, agora, depende da Grécia

Protesto em frente ao parlamento da Grécia contra o uso do nome 'Macedônia' pelo país vizinho — Foto: REUTERS/Costas Baltas Protesto em frente ao parlamento da Grécia contra o uso do nome 'Macedônia' pelo país vizinho — Foto: REUTERS/Costas Baltas

Protesto em frente ao parlamento da Grécia contra o uso do nome 'Macedônia' pelo país vizinho — Foto: REUTERS/Costas Baltas

Para a mudança de nome se confirmar, falta o Parlamento da Grécia aprovar a alteração. Parte dos gregos, no entanto, rejeitam a nova nomenclatura justamente por ainda conter o termo "Macedônia".

Os nacionalistas da Macedônia, por outro lado, argumentam que mudar o nome significa se render às pressões da Grécia. O presidente da Macedônia, Gjorge Ivanov, de direita, se opõe à mudança de nome.

Primeiro-ministro macedônio, Zoran Zaev, comemora após conseguir aprovar mudança de nome do país para Macedônia do Norteq — Foto: Tomislav Georgiev/Reuters Primeiro-ministro macedônio, Zoran Zaev, comemora após conseguir aprovar mudança de nome do país para Macedônia do Norteq — Foto: Tomislav Georgiev/Reuters

Primeiro-ministro macedônio, Zoran Zaev, comemora após conseguir aprovar mudança de nome do país para Macedônia do Norteq — Foto: Tomislav Georgiev/Reuters

Porém, a Constituição estipula que ele deve assinar a medida, aprovada por dois terços dos parlamentares – graças, em parte, à mobilização do primeiro-ministro, Zoran Zaev, favorável à alteração. O premiê teve dificuldades para conseguir a maioria.

Confirmada a mudança, as tensões políticas entre gregos e macedônios devem se dissipar – o governo da Grécia barrava a entrada da Macedônia na União Europeia e na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE