Política

Política

Fechar
PUBLICIDADE

Política

Witzel cria pasta temporária para transição da segurança pública

 
O governador eleito do Rio de Janeiro Wilson Witzel criou uma pasta temporária para fazer a transição, junto com o Gabinete de Intervenção Federal, das atividades de segurança pública. A intenção é fazer a adaptação para a nova estrutura de segurança pública, já que a Secretaria de Segurança será extinta na próxima gestão.

Na avaliação da próxima administração estadual, a criação da pasta temporária vai tornar a transição mais integrada e transparente. “A estrutura temporária vai durar até junho, quando a intervenção, por meio de um gabinete instalado no Comando Militar do Leste, concluirá a consolidação das aquisições feitas com os recursos federais que estão sendo empenhados até 31 de dezembro de 2018”, informou, por meio de nota, o governo de transição.

A pasta será comandada pelo engenheiro civil formado pela PUC-RJ, Roberto Motta. Ele é também mestre em gestão pela Fundação Getulio Vargas e tem cursos no programa de MBA da George Washington University. Segundo a assessoria de Witzel, Motta tem 30 anos de experiência em empresas brasileiras e internacionais, incluindo cinco anos como consultor do Banco Mundial nos Estados Unidos. Desde 2007, atua como consultor na área de segurança pública. Foi o segundo candidato a deputado federal mais votado pelo PSC, com 17.089 votos, e ocupa a posição de segundo suplente.

Saiba mais

  • Bolsonaro e Witzel prometem novas escolas militares no Rio de Janeiro
  • Witzel confirma extinção da Secretaria de Segurança Pública
Edição: Carolina Pimentel Tags: Wilson Witzel transição Rio de Janeiro segurança pública

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE