Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

POLÍTICA

Prefeitos elegem o presidente da AMM para gerir orçamento milionário; Neurilan e Sílvio na disputa

 
 -
Os correligionários do PSD Neurilan Fraga e Sílvio José de Moraes Filho, o Silvinho, disputam a presidência da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) em eleição realizada na manhã desta sexta (7). Dos 141 prefeitos, 126 comandam prefeituras filiadas à entidade e 123 quites financeiramente estão aptos a votar.

Atualmente, a AMM trabalha com orçamento mensal de R$ 1 milhão. O salário do presidente chega a R$ 16 mil.

Não existe projeção confiável sobre o resultado das eleições. Entretanto, nos bastidores Neurilan lidera as apostas justamente por tentar a reeleição e contar com a “máquina” da AMM ao seu favor.

A Chapa “Municípios Unidos AMM Forte” é  encabeçada   Neurilan, ex-prefeito de Nortelândia,  que promoveu mudanças estatutárias para poder concorrer aos terceiro mandato mesmo fora da administração municipal.    Seu candidato primeiro vice é o prefeito de Marcelândia Arnóbio Andrade (PSD).

Já a  chapa “AMM mais forte e Transparente” é encabeçada pelo prefeito  de Araguainha Silvinho.  O primeiro vice é o prefeito de Nortelândia Josimar Fernandes, o Zema (PSD).

Além da disputa pela preferência do prefeito, a eleição da AMM foi marcada por imbróglios. A chapa de Silvinho pediu a impugnação do adversário que foi negada pela comissão eleitoral e ainda aguarda decisão da Justiça sobre o tema.

Já a chapa de Silvinho enfrentou debandada de três integrantes, incluindo o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB). A alegação foi que não autorizaram a inclusão de seus nomes na disputa eleitoral.

Cada chapa é formada por 18  prefeitos para a diretoria executiva, conselho fiscal e presidente de honra. A posse da diretoria eleita  será realizada somente em janeiro, quando encerrará o mandato da atual gestão à frente da AMM.


RDNews

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE