Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Justiça adia audiência de Hélio Gueiros Neto, acusado de matar a esposa em Belém

Vítima foi morta de asfixia mecânica por sufocação direta, segundo perícia. Defesa de Neto entrou com pedido para que sejam feitas novas diligências no caso.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

O Justiça adiou a audiência marcada para esta quarta-feira (5) onde seria ouvido Hélio Gueiros Neto, acusado de femínicio pelo assassinato da mulher Renata Cardin, em 2015, em Belém. Os advogados de defesa entraram com um pedido ao Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) para que sejam feitas novas diligências sobre o caso.

Familiares da vítima fizeram um protesto contra a ausência do acusado na audiência e cobrou agilidade no processo. A data do interrogatório ainda não foi definida.

Neto foi denunciado pelo Ministério Público do Pará (MPPA) depois da exumação do cadáver da esposa. A morte dela foi considerada, inicialmente, natural, mas depois o laudo cadavérico revelou que a advogada morreu de asfixia mecânica por sufocação direta.

Justiça adia audiência de Hélio Gueiros Neto, acusado de matar a mulher no Pará

Justiça adia audiência de Hélio Gueiros Neto, acusado de matar a mulher no Pará

Hélio Gueiros Neto nega ter matado a esposa. Ele teve pedido de habeas corpus negado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na qual a defesa queria a suspensão da ação penal a que ele responde.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE