Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Chuvas fortes e enchentes deixam mortos na Jordânia, diz governo

Autoridades retiraram turistas estrangeiros da antiga cidade de Petra e outros destinos populares do país. Na cidade portuária de Aqaba, foi decretado estado de emergência.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

Chuvas fortes e inundações em partes da Jordânia na sexta-feira mataram 12 pessoas e levaram autoridades a retirarem turistas estrangeiros da antiga cidade de Petra e outros destinos populares, disseram autoridades neste sábado.

O país recentemente tem sido atingido por enchentes e fortes chuvas. No pior incidente, 21 pessoas, principalmente crianças em idade escolar em uma excursão ao Mar Morto, morreram em meio a chuvas torrenciais.

Mais de 3,5 mil visitantes foram levados para áreas seguras na sexta-feira antes de enchentes inundarem partes do cidade montanhosa de Petra, ao sul do país, famosa por suas ruínas esculpidas, disse a porta-voz do governo Jumana Ghunaimat.

Integrantes da Defesa Civil procuram por pessoas desaparecidas após tempestades e enchentes em Madaba, na Jordânia — Foto: Muhammad Hamed/Reuters Integrantes da Defesa Civil procuram por pessoas desaparecidas após tempestades e enchentes em Madaba, na Jordânia — Foto: Muhammad Hamed/Reuters

Integrantes da Defesa Civil procuram por pessoas desaparecidas após tempestades e enchentes em Madaba, na Jordânia — Foto: Muhammad Hamed/Reuters

Autoridades proibiram todas viagens turísticas e declararam estado de emergência na cidade portuária de Aqaba, mais ao sul, enquanto as chuvas continuaram por horas antes de cessaram no meio da madrugada.

Neste sábado, autoridades disseram que evacuaram centenas de famílias vivendo em tendas improvisadas em áreas rurais e desérticas, além de assentamentos em vilarejos nas partes ao sul do país que foram fortemente atingidas pelas chuvas, incluindo refugiados sírios que trabalham no campo.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE