Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

PA deve contar com R$25,5 bilhões no orçamento de 2019; Helder Barbalho diz que priorizará segurança

A proposta orçamentária deve ser votada na Assembleia Legislativa do Pará Alepa até 20 de dezembro.

 

O Pará deve contar com R$1 bilhão a mais no orçamento de 2019, totalizando R$25,5 bilhões. A proposta deve ser votada até 20 de dezembro na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). O governador eleito Helder Barbalho (MDB) disse nesta quinta-feira (8) que irá priorizar, entre outras áreas, a segurança pública no estado.

Helder Barbalho falou das prioridades para 2018 durante uma cerimônia em Belém, com a presença do ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade. Foram entregues 80 retroescavadeiras que devem reforçar a capacidade de trabalho de 58 prefeituras no Pará.

"Nós já iniciamos o diálogo com a comissão de orçamento da Alepa e com os parlamentares no sentido de buscar adequar o orçamento para que esteja em consonância com a agenda que apresentamos à sociedade, permitindo que o novo governo esteja com liberdade para trabalhar nas ações nos comprometemos", afirmou Helder.

Depois de encaminhada à Alepa, a proposta orçamentária é discutida pelos deputados, que podem propor emendas ao projeto.

A segurança, segundo Helder, será prioridade. Há dez dias, atiradores balearam onze pessoas no bairro do Tapanã, em Belém. Oito das vítimas morreram. As fugas de presos no Pará também aumentaram em um ano. Já são 87 registros até então, sendo que em 2017 foram 75. Em quinze dias, grupos armados fizeram três ataques para libertar presos em dois presídios na região metropolitana de Belém.

"Nós estamos priorizando iniciativas e ações que possam garantir rapidamente o enfrentamento, porém compreendendo que é necessário a parceria do governo federal através do envio da Força Nacional, como também a aquisição de equipamentos e concursos públicos para ampliação do efetivo das polícias militar e civil, Corpo de Bombeiros, além da parceria com os omunicípios para o fortalecimento das guardas municipais", disse.

Helder também falou que tem conversado com ministros em Brasília, no Distrito Federal, para garantir recursos e afirmou que está otimista.

"Já estive com o ministro de Educação, tratando das escolas de tempo integral e da ampliação de creches. Também com o ministro da Saúde pedindo apoio para ampliação e conclusão da rede hospitalar. Discuti com o ministro de Transportes sobre obras de estradas como a Transamazônica e a duplicação da BR-316, a partir de Castanhal até o trevo de Salinas; a hidrovia do Tocantins que depende de obras de derrocamento do Pedral do Lorenço; a ponte sobre o rio Araguaia".

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE