Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Marina Ruy Barbosa rejeita rótulo de princesa e emenda trabalhos com '''medo de se acomodar'''

Sou mais que isso , diz atriz, que estreia nova novela meses após se despedir da anterior. Ela fala ao G1 sobre O sétimo guardião e a ansiedade em relação à carreira.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

Marina Ruy Barbosa assumirá o papel central de “O sétimo guardião”, próxima novela das 21h, só quatro meses depois de se despedir de outra protagonista, a Amália de “Deus salve o rei”.

Isso enquanto promove dois filmes, “Todas as canções de amor” e “Sequestro relâmpago”, seus primeiros grandes trabalhos no cinema.

Uma das mais populares de sua geração, a atriz começou a carreira aos nove anos e, hoje, aos 23, assume ter “ansiedade em relação ao trabalho”. Ela explica:

“Amo trabalhar e tenho uma sede de buscar coisas diferentes. Tenho medo de ficar acomodada porque, por mais que seja nova, já fiz muita coisa.”

Marina Ruy Barbosa em cena de 'Sequestro Relâmpago'  — Foto: Divulgação Marina Ruy Barbosa em cena de 'Sequestro Relâmpago'  — Foto: Divulgação

Marina Ruy Barbosa em cena de 'Sequestro Relâmpago' — Foto: Divulgação

A decisão de fazer cinema, depois de se consolidar na televisão, partiu desse sentimento. “Já tinha feito teatro e TV. Cinema era uma coisa que faltava e que eu queria”, afirma.

Princesinha da TV?

Na TV, em 13 novelas e três séries, Marina cresceu interpretando quase sempre mocinhas açucaradas. Alguns a chamam de princesa, mas ela rejeita o rótulo.

“Qualquer rótulo é ruim, né? Sou muito mais que isso.”

Para a nova protagonista, Luz da Lua, promete um tom diferente. “Se pudesse resumi-la em duas palavras, diria que ela é misteriosa e estranha”, explica. “A Luz não é a mocinha que todo mundo espera.”

Marina Ruy Barbosa interpreta Luz da Lua na novela "O Sétimo Guardião" — Foto: Globo/João Cotta Marina Ruy Barbosa interpreta Luz da Lua na novela "O Sétimo Guardião" — Foto: Globo/João Cotta

Marina Ruy Barbosa interpreta Luz da Lua na novela "O Sétimo Guardião" — Foto: Globo/João Cotta

Na trama de Aguinaldo Silva, ela é uma professora recém-formada que se comunica com um gato pelo olhar e tem visões do futuro em sonhos enigmáticos. A personagem vive uma espécie de amor amaldiçoado com Gabriel (Bruno Gagliasso).

O realismo fantástico da história deixou a atriz livre das amarras da verossimilhança. “A novela pede que a gente não tenha um compromisso com a realidade e a coerência, então eu busquei criar uma personagem que cause um olhar diferente das pessoas."

Em nome de Luz, Marina contou ao Gshow que quase abandonou seus cabelos ruivos - sua marca registradíssima. Quase. "Chegamos até a cogitar a possibilidade de virar loira, mas a personagem é ruiva mesmo. Tem a ver com as características dela", disse ao site.

O que não está no Google

As madeixas da atriz já estiveram no centro de uma polêmica quando fãs cobraram que ela raspasse o cabelo para viver Nicole, personagem diagnosticada com um câncer em estágio avançado em "Amor à vida".

Na época, ela contou que a decisão de manter o cabelo intacto partiu do autor da novela, Walcyr Carrasco, e da equipe da produção. "Se tivesse necessidade, teria feito", afirmou, em entrevista ao "Mais Você".

Marina Ruy Barbosa como Nicole, de "Amor à vida" — Foto: Raphael Dias/TV Globo Marina Ruy Barbosa como Nicole, de "Amor à vida" — Foto: Raphael Dias/TV Globo

Marina Ruy Barbosa como Nicole, de "Amor à vida" — Foto: Raphael Dias/TV Globo

Marina não se resume mesmo ao cabelo. Para ela, sua melhor definição foi feita pelo colega de cena em “Totalmente demais”, Fábio Assunção.

Em um texto em sua homenagem feito em outubro, ele diz que "Marina produz elipses e parábolas, dentro e fora de cena. E isso não está no Google".

Mas ela sabe que muitas outras coisas sobre sua vida estão lá, ao alcance de um clique, e diz ter consciência da responsabilidade que carrega por causa disso.

“Eu sou muito nova, não sei quase nada ainda da vida, mas sei que tenho uma voz que alcança muita gente e pondero muito bem tudo o que falo, faço e mostro. Sei que tenho um papel como mulher, atriz e cidadã e não quero me acomodar.”

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE