Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Incentivada pela tia que morreu de câncer, jovem paraense faz o Enem 2018 para ingressar em medicina

Beatriz Perotes disse que não acreditava na possibilidade de entrar no curso, um dos mais disputados, até que a tia Darlene Marques a deu forças . Este ano é a quarta tentativa.

 
 -   head  meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec
head meta charset 'utf-8 link rel 'preconnect' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'dns-prefetch' href 'https://cocoon.globo.com link rel 'prec

A jovem Beatriz Perotes, 20, está prestando o Enem 2018 para tentar uma vaga no curso de medicina em uma universidade pública no Pará. É a quarta tentativa dela. Beatriz contou que a decisão não foi fácil, mas depois de incentivos da tia considerada também como mãe, Darlene Marques, resolveu não desistir. A tia de Beatriz faleceu em setembro de 2015, após contrair câncer no útero.

"Não pensava que tinha capacidade porque medicina é um curso de ponta, mas no ano do meu convênio, a doença dela e as dificuldades que a minha família enfrentou me fizeram decidir que queria dedicar minha vida à cuidar das pessoas", disse.

Beatriz comentou que vê na carreira de médica a chance de poder ajudar pessoas que precisam de cuidados e que isso a faz ter forças para continuar tentando realizar o sonho de uma vaga. "Já era um sonho enraizado", afirmou.

A preparação este ano não foi fácil também, disse Beatriz. Foram muitas horas diárias de revisão e estudos.

Na semana do primeiro dia da prova, realizada no domingo (4), foi quando ela disse que teve momentos de descanso, conseguia dormir pela tarde algumas vezes, mas sem perder de vista os exercícios.

"Nos dias antes das provas eu procuro rever conteúdos em que sou mais fraca. Na reta final as energias vão diminuindo pelo cansaço, mas a gente precisa se preparar e estar bem para a prova", explicou.

  • Veja como foi o primeiro dia do Enem 2018.

Para deixar a mente mais aliviada, Beatriz disse que procura pensar no esforço e na dedicação nos últimos anos e mentalizar que está fazendo a parte dela. "Eu penso em Deus e procuro deixar nas mãos dele, tento ser positiva para não ficar ansiosa e nervosa", afirmou.

Na véspera da prova do último domingo, Beatriz contou que se permitiu momentos de lazer. "Quis dormir até um pouco mais tarde, planejei ir ao cinema, conversar, descontrair para no dia seguinte ir confiante e relaxada".

Veja matérias, notícias e informações na página do Enem Pará 2018.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE