Cidades

Cidades

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

Me tachavam de bobinho da corte, mas estavam muito enganados , diz Nelson Barbudo

 
Eleito deputado federal em primeiro lugar com 126,2 mil votos, o pequeno produtor rural morador do pacato município de Alto Taquari (489 km de Cuiabá), Nelson Ned Previdente, o ‘Nelson Barbudo’ (PSL), declarou não estar surpreso com a grande aprovação nas urnas e explicou que sua vitória se deve a um trabalho de estratégia que vem sendo realizado há pouco mais de um ano com ajuda da família.

Desbancando nomes fortes e milionários da política no estado, o parlamentar eleito, em viagem para visitar a mãe no interior de São Paulo, conversou com a reportagem do Olhar Direto e explicou que usou o pouco recurso que teve para contratar pesquisas internas, mapear eleitores e trabalhar muito usando as redes sociais, plataforma ainda ignorada por muitos candidatos no estado.

“Programei minha campanha por um ano e esperava sim ser eleito. Sou um estrategista, já usei este trabalho para eleger três vereadores na minha cidade, assim como já fui o vereador mais votado por lá. Fiz várias pesquisas internas, porque não tenho dinheiro para registrar e elas apontavam que eu teria algo em torno de 100 mil à 115 mil votos. A minha única surpresa foi que vieram os 126,2 mil”, afirmou.

O deputado eleito ainda criticou as pesquisas divulgadas na mídia sem sua presença na liderança e disse que fez um trabalho diário na Internet com vídeos, postagens e o diálogo direto com os eleitores, recebendo a ajuda da esposa e filhas.

“A mídia não aponta as pessoas que não têm notoriedade, principalmente financeira. Então eles me tachavam como o bobinho da corte, mas estavam muito enganados comigo. Modéstia à parte, eu sou um craque em campanha. A minha filha me assessorou e nós monitoramos passo a passo tudo que estava acontecendo. Eu cataloguei os meus seguidores em Mato Grosso, que chegam quase chega à 200 mil. Durante a campanha a minha filha estava trabalhando 18 horas por dia no computador respondendo 2 mil mensagens, falando pessoalmente com cada eleitor e pedindo voto espontâneo, e gratuito para o estado inteiro”, revelou.

Renovação

Ainda desconhecido de muitos eleitores da capital, porém contando com o apoio de mais de 180 mil seguidores em suas redes sociais, Barbudo afirmou que a renovação na Câmara Federal se deve ao descrédito que a  classe política vive. Ele também contou que este descontentamento popular foi o principal fator explorado em sua campanha e o que levou a ser o candidato mais votado nas urnas.

“O povo sempre me falou que não ia votar em quem aparecia em pesquisas. As pessoas falavam que não iam votar em velhas raposas. Eu aproveitei a oportunidade, enxerguei e vi que minha hora era agora. Acabei ganhando sem dinheiro, usei Facebook, WhatsApp e Instagram. Teve um jornalista que disse que sem dinheiro eu não ia ganhar nem para vereador. Quando tomar posse vou mandar a cópia de meu diploma para ele. Quando uma pessoa quer alguma coisa ela precisa trabalhar. Isso é fruto de meu trabalho, de minhas duas filhas e minha esposa”, avaliou.

Bolsonaro

Bastante ligado ao candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), Nelson Barbudo garantiu que junto com a juíza aposentada Selma Arruda (PSL), eleita senadora, irá continuar a luta e tentar conseguir o máximo de votos possíveis no estado para ajudá-lo no segundo turno

“Eu e a Selma somos unidos. Onde a Selma por o pé eu vou por. Esta semana precisei vir visitar minha mãe que tem 90 anos, mas estou voltando para Cuiabá e junto com a doutora Selma que é minha irmã, vamos abraçar esta causa”, finalizou.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Cidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE